Brasileiro adapta sistema natural para tratar esgoto

Foto: EcoGuiaFoto: EcoGuia

O engenheiro ambiental brasileiro Jonas Rodrigo dos Santos adaptou um sistema natural para tratamento de esgotos em áreas rurais, que devolve aos mananciais uma água residual limpa, e teve bons resultados.

Com essa técnica – que há anos é usada em outros países – acabam-se as contaminações de riachos, córregos e alagados.

O tratamento é simples: um pouco de filtragem, outro pouco de raízes e plantas, o cuidado de se conter o grosso e pronto.

A adaptação deu certo:  a técnica foi aplicada em Capanema, no Paraná.

Todos os esgotos domésticos e dejetos animais de uma criação de 12 porcos – que antes eram despejados numa fossa – agora são direcionados para uma pequena central de tratamento.

Esta central tem cinco fases de limpeza:

  • Fossa séptica
  • Tanque de zona de raízes
  • Filtro de pedras grossas
  • Filtro de pedra britada
  • Filtro de pedrisco e
  • Carvão ativado

A purificação do efluente dessa estação de tratamento doméstica é potencializada com plantas, taiobas e bananeiras, que aproveitam tanto dos líquidos como da matéria orgânica ainda em suspensão.

A água residual deste processo tem um alto nível de qualidade, com apenas 170 miligramas por litro de material sólido.

No início do processo a medição aponta 8.381 mg/l.

Os bons resultados também se referem às quantidades de fósforo, amônia e coliformes termotolerantes.

O resultado foi tão bom que o projeto foi premiado pela Agência Nacional de Águas.

Para conhecer o projeto, leia aqui a monografia de Jonas na conclusão do seu curso de Engenharia Ambiental.

Com informações do EcoGuiaNet

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.