Heróis brasileiros visitam crianças com câncer em hospitais

Fotos: arquivo pessoalFotos: arquivo pessoal

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa.

Eles são super-heróis de verdade! Caracterizados de Capitão América, Mulher Maravilha, Batman. Superman e Stormtrooper esses brasileiros levam amor e alegria a crianças com câncer, ou portadoras de necessidades especiais.

No mês passado os Heróis do Bem mês participaram de um evento para arrecadar alimentos para o ITACI Instituto de Tratamento de Câncer Infantil, em SP. Depois o Capitão América fez uma visita emocionante a um menino com câncer no Rio Grande do Sul.

Arthur Morlin é um menino de 5 anos que é fã do super-herói e luta contra um câncer raro chamado meduloblastoma, um tumor maligno que atinge a parte do cérebro responsável pelo controle do movimento, equilíbrio e postura.

Quando soube da história do garotinho, o representante comercial Rogério Ferroni, de 42 anos – que faz o Capitão América – arrumou patrocínio e voou de São Paulo para o Rio Grande do Sul.

O encontro emocionante foi no começo do mês, no restaurante Madero. (vídeo abaixo). A hora em que o Capitão América entrou e falou com Arthur, o menino nem sabia o que dizer, de tão emocionado.

Mas assim que ganhou as roupas e o escudo do Capitão América e foi passear vestido de super-herói, nasceu um novo menino, digo, o Capitão Arthur.

Ele passeou no shopping com seu parceiro, Capitão América, andou na moto junto com o super-herói brasileiro e viveu um dia inesquecível.

Fora o carinho todo que recebeu do herói favorito.

Rogério Ferroni contou ao SóNotíciaBoa que os presentes são importados: “Dei a roupa que eu trouxe da Disney e o escudo magnético, porque ele não consegue ficar segurando muito bem. Então fui atrás de um magnético. Ficou pra ele”, disse.

Foto: arquivo pessoal

Foto: arquivo pessoal

Foto: arquivo pessoal

Foto: arquivo pessoal

História

A ideia de fazer caridade vestido de super-herói nasceu em 2015, depois de um problema pessoal que Rogério Ferroni prefere não tornar público, para manter a atenção das crianças na alegria.

Para se caracterizar de Capitão América o representante comercial tirou dinheiro do próprio bolso.

“Vendi uma coleção de bicicletas de R$ 30 mil para fazer o melhor Capitão América para as crianças em hospitais. Roupa, luvas, botas, capacete, escudo, moto, tudo importado”, revelou ao SóNotíciaBoa.

Há dois meses Rogério Ferroni e os amigos fundaram o Heróis do Bem e criaram uma página no Facebook.

O grupo busca patrocínio para levar o projeto adiante e visitar mais crianças em todo o país.

“Agora estou com projeto, mandando para algumas empresas grandes para patrocinarem o carro do Capitão América, podendo colocar sua logo nas laterais do carro personalizado. É um Stilo, com teto solar para quando formos fazer ações com mais heróis e eles possam sair pelo teto para acenar para todos nas ruas”, contou Rogério.

Foto: arquivo pessoal

Foto: arquivo pessoal

Apoio

Hoje ele tem apoio de alguns lojistas como a hamburgueria The Fifities – que libera um jantar gratuito por mês para o super-herói levar uma criança, a confecção Gordon&Smith, a loja de aluguel de fantasias Breshow, a Triunica, empresa de treinamento e a loja Ocho Shoes.

Rogério também fez a “American Heroes, empresa que criei para eventos, onde tudo que ganho com o Capitão América, em festa ou eventos empresariais, é revertido em ações sociais.

Veja como foi a visita ao Capitão Arthur:

Aqui os Heróis do Bem fazendo um evento para arrecadar alimentos para o ITACI Instituto de Tratamento de Câncer Infantil: Mulher Maravilha (Tati Barbosa), Batman (Andre Mendes), Stormtrooper (Fabio Alves) e Superman (Thiago Maldonado):

Da redação do SóNotíciaBoa

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.