Porteiro transforma lixão em jardim para a comunidade

Foto: Carol Giantomaso/G1Foto: Carol Giantomaso/G1

Ele começou desacreditado pela vizinhança, mas mesmo assim não desistiu de deixar o bairro mais bonito e florido.

O porteiro Pedro Luís Salvagni, de 50 anos, decidiu cultivar um jardim em um terreno que antes era utilizado como “lixão”, no bairro Astúrias, em Piracicaba (SP).

Com a ajuda de um colega, ele limpou e começou uma plantação. O jardim floresceu, e atualmente ganhou popularidade e o apoio da comunidade.

Salvagni conta que todos os dias ele encontra novas mudas que os vizinhos deixam no pé de uma árvore, já sabendo que ele vai plantar.

Com determinação, o jardim ficou florido em cerca de três meses de trabalho.

“Antes, víamos muita sujeira, lixo, então pensamos que a única solução seria plantar”, contou. “Hoje, o jardim é colorido e repleto de flores”, comemorou.

“Eu acordo cedo e vou cuidar. Até no domingo, depois da missa, eu venho aqui”, afirmou.

A esposa dele, Silene Alves Salvagni, de 54 anos, apoia a causa desde o começo e conta que o bairro todo ajuda.

“A iniciativa foi do Pedro e do amigo dele, mas depois todo mundo ‘abraçou’ a iniciativa”, disse.

Capacete e vaso sanitário viram vasos de flores/Foto: Carol Giantomaso/G1

Capacete e vaso sanitário viram vasos de flores/Foto: Carol Giantomaso/G1

Lixo vira decoração 

Salvagni explica que ele usa coisas que normalmente iriam para o lixo como vasos, capacetes, vasos sanitários, pneus velhos. “Tudo vira vaso. O que é lixo para uns, é tesouro para outros”, ressaltou.

Pedro contou que viu alguns pedaços de bambus jogados e fez dois bancos para enfeitar o jardim.

“O pessoal vem pegar frutas agora, tira fotos, trás criança pra brincar”, explicou.

Apoio

A iniciativa foi do Pedro, mas todos abraçaram a causa. Silene contou que o marido ganhou ferramentas, como enxadas e pás, de um vizinho.

“Todo mundo ajuda no que pode”, afirmou. Ela disse ainda que outro morador do bairro deu um caminhão de pedrinhas para decorar e cobrir a terra.

 

Com informações do G1

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.