Arquitetas se unem para reformar 1 abrigo infantil por ano: de graça!

Foto: DivulgaçãoFoto: Divulgação

Uma parceira do bem promete dar vida nova abrigos infantis, sem que as instituições gastem um centavo.

Duas amigas arquitetas tiveram a ideia de reformar os abrigos em 2016, depois que foram fazer doações de roupas, fraldas e alimentos. Naquele dia elas perceberam que poderiam ser mais úteis ainda.

“Uma amiga minha [Luciana Raunaimer], dona de uma loja de mobiliário infantil, também foi com a ideia de doar roupas, mas percebeu que existiam necessidades estruturais. O local era bem cuidado pelos funcionários, mas, por falta de recursos, o piso do banheiro estava quebrado, os berços eram antigos. Ela decidiu doar berços da loja dela e a partir daí outros vieram: um doou o grafite de parede, o outro os papéis de parede e com isso viramos uma grande equipe de reforma”, conta Carla Mello, idealizadora do Projeto Ver Crescer

O abrigo escolhido em 2016 foi a Casa Maria Maymard, no bairro do Belenzinho , em São Paulo.

Como ambas são arquitetas, não foi difícil conseguir uma rede de colaboradores envolvendo pedreiros, paisagistas e outros colegas de profissão. No total, são cerca de 200 pessoas.

“As doações em dinheiro do site são destinadas para a reforma, mas existem outras maneiras de ajudar. As pessoas geralmente oferecem mão de obra quando não podem dar dinheiro.

Empresas de outros ramos, como as que produzem roupas e eletrodomésticos, também participam da ação”, contou Carla.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

A primeira reforma

O grupo levou três meses para transformar a Casa Maria Maymard e o resultado final foi apresentado em outubro.

As crianças não sabiam. Na semana final, elas foram para uma espécie de colônia de férias em uma chácara emprestada por um voluntário.

Quando voltaram, surpresa: tudo novo e reformado, além de uma festa de Dia das Crianças organizada por um buffet colaborador.

Houve revitalização dos banheiros com troca de piso e colocação de espelhos; reforma da copa e cozinha com pintura dos ambientes, entrega de novos armários planejados, de novo refrigerador, eletrodomésticos; a reforma da sala com um projeto de decoração que contou com um painel, papel de parede, um sofá enorme, tapetes, rack e televisão novos; revitalização da escada com pintura e uma marcenaria embaixo da escada para receber mochilas e calçados e reforma de três dormitórios com 18 armários, 9 beliches e 2 berços, mais de 30 rolos de papeis e tapete.

Um por ano
As arquitetas gostaram da experiência e agora Carla diz que o grupo pretende superar a meta de reformar um lar por ano, mas, como a reforma demanda uma alta arrecadação, o ponto mais importante é conseguir parceiros.

Quem quiser ajudar pode enviar um e-mail para projetovercrescer@gmail.com ou acessar o site.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Com informações da Crescer

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.