Casas na Itália, antes vendidas a 1 euro, agora são de graça

Foto: divulgaçãoFoto: divulgação

Por Andréa Fassina, da redação do SóNotíciaBoa.

Essa é para os amantes da Itália, mais especificamente da Sicília – principal ilha do Mediterrâneo, ao sul – no “chute da bota”.

Chegou a oportunidade de cruzar o oceano e ir morar por lá. Depois da promoção de venda de casas por 1 euro,  pouco menos de 4 reais – que o SóNotíciaBoa mostrou em 2014 – agora essas residências estão saindo de graça!

Dos 300 imóveis colocados “à venda” no ano passado, ainda restam 37 casas e a condições são as mesmas: ter uma empresa para atividades comerciais, ou pra uso pessoal e arcar com a restauração do imóvel.

Quer saber as condições das casas? As fotos das estão disponíveis no link da prefeitura de Gangi,

Motivo

A ideia é repovoar a cidade medieval do século XIII. Por isso os novos moradores têm que se comprometer a preservar as características históricas –  e depositar € 5 mil (R$ 17,5 mil) como garantia que cumprirá o acordado.

São despesas de transferência de posse e após a reforma o dinheiro será devolvido.

Os imóveis construídos em pedra deverão manter as características originais, entre elas a curiosa divisão em três andares.

Localização

A intenção é que a campanha mude o cenário econômico do local.

Localizada a 120 quilômetros de Palermo, capital da Sicília, Gangi foi eleita, em 2014, o burgo mais belo do país.

Mas ao longo dos anos está quase se transformando em cidade fantasma.

Com a falta de perspectivas econômicas – e por causa da antiga máfia siciliana chefão Andaloro-Ferrarelo – muitos jovens locais migraram para os Estados Unidos e Argentina, entre as décadas de 1890 e 1940.

Em 1950, eram cerca de 17 mil habitantes. Atualmente, o número não chega a 7 mil moradores.

Revitalização

Segundo o New York Times, a iniciativa vem atraindo as pessoas que desejam ter a propriedade como uma casa de campo para passar finais de semana, férias e feriados.

A ideia também criou novas oportunidades para empresários.

Os interessados podem se informar  no site da  Comune di Gangi.

Da redação do SóNotíciaBoa.

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.