Paz, “a prioridade de 2017”: apela novo secretário-geral da ONU

António Guterres - Foto: reprodução / ONUAntónio Guterres - Foto: reprodução / ONU

O ano novo começa com um apelo importante para que o mundo se una pela paz.

“Neste primeiro dia do Ano, peço a todos que partilhem comigo um propósito de Ano Novo: façamos da Paz a nossa prioridade”, pediu o novo secretário-geral da ONU, António Guterres neste domingo, dia 1ª de janeiro de 2017. (vídeo abaixo)

“Populações civis em vários pontos do globo são destroçadas sob a mais letal violência.(…) Nestas guerras não há vencedores; todos perdem. Gastam-se bilhões de dólares na destruição de sociedades e economias, alimentando ciclos de desconfiança e medo que podem perpetuar-se por gerações”, alertou Guterres.

Continue Lendo

Guterres foi indicado e aprovado por unanimidade pelo Conselho de Segurança da ONU, e aprovado pela Assembleia-Geral em outubro.

Guterres e o Brasil

O novo secretário-geral da ONU tem 67 anos, nasceu em Lisboa e é formado em física e engenharia elétrica.

A chegada dele à chefia da ONU pode ajudar o Brasil a alcançar um de seus principais pleitos do Brasil junto à organização internacional: um assento permanente no Conselho de Segurança.

Em uma visita no início de novembro a Brasília, o secretário eleito defendeu a reforma e a entrada do Brasil no órgão, que lida com as questões mundiais de paz e ordem.

Guterres anunciou três mulheres para sua equipe na secretaria da ONU, entre elas, a diplomata brasileira Maria Luiza Ribeiro Viotti, que será sua chefe de gabinete.

Viotti foi embaixadora do Brasil junto à ONU entre 2007 e 2013, quando se tornou embaixadora do Brasil na Alemanha.

Despedida de Ban Ki-moon

Ban Ki-moon se despediu sexta-feira (30) de funcionários e representantes dos países-membros na sede das Nações Unidas em Nova York.

Ele pediu aos presentes que “continuassem acreditando e trabalhando duro para atingir os nobres objetivos da ONU”, e fossem “a voz daqueles sem voz”.

“Foi um privilégio servir a população mundial. E foi uma honra servi-los e servir todos os nossos parceiros — incluindo os Estados-membros, a sociedade civil e muitos mais”, disse.

Ban Ki-moon -despedida - Foto: divulgação / ONU

Ban Ki-moon -despedida – Foto: divulgação / ONU

Com informações da ONU e OGlobo

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.