Brasileira é 1ª a assumir chefia na Universidade de Ottawa

Thaís Coutinho - Foto: Jean Levac / Postmedia NewsThaís Coutinho - Foto: Jean Levac / Postmedia News

Uma brasileira assumiu nesta semana, pela primeira vez, um cargo de chefia no Instituto do Coração da Universidade de Ottawa, no Canadá.

Thais Coutinho, de 35 anos, vai liderar o programa de prevenção e reabilitação do coração.

Ela é a pessoa mais jovem a assumir este posto. Ela ocupada a vaga deixada pelo Dr. Andrew Pipe, que é “o homem mais amado em Ottawa”, brinca a brasileira.

História

Thais Coutinho se formou doutora no Brasil pela UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro, em 2004.

Estudou cardiologia, medicina vascular e ecocardiografia avançada na Mayo Clinic em Rochester, Minnesota, nos EUA.

Ela chegou ao instituto do coração do Canadá em 2013, como cardiologista e pesquisadora.

A brasileira disse que vai focar na saúde do coração das mulheres, uma de suas prioridades como chefe de prevenção e reabilitação.

O instituto do coração abriu um centro da saúde do coração das mulheres em 2014 para tratamento e prevenção da doença cardiovascular feminina.

Coutinho observou que a reabilitação cardíaca é uma área em que a maioria das mulheres não participa.

Apenas de 20 a 25 por cento das mulheres dizem sim aos programas de reabilitação cardíaca, enquanto mais de 50 por cento dos homens que têm ataques cardíacos se inscrevem para a reabilitação.

“Sabemos que os benefícios são fantásticos para os homens e para as mulheres, incluindo a diminuição do risco futuro de ataque cardíaco e morte”, disse ela.

Ela disse que haverá um foco em descobrir quais são as barreiras para mais mulheres se matricularem e quais mudanças no programa podem encorajar mais mulheres a aderir.

Prêmios

Thaís recebeu vários prêmios, incluindo o Prêmio Jovem Pesquisador da Sociedade Canadense de Cardiologia em Pesquisa Clínica e o Jovem Pesquisador da American Heart Association e Women in Cardiology.

A divisão de prevenção e reabilitação do instituto cardíaco, que ela começou a chefiar, oferece abordagens de última geração para prevenir problemas do coração e ajudar os pacientes a retornar às suas vidas após ataques e procedimentos cardíacos.

Com informações do OttawaSun e OttawaUniversity

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.