França proíbe modelos extremamente magras: é lei

Foto: Positive NewsFoto: Positive News

Abaixo a ditadura da magreza doentia! A França, a meca da moda, proibiu de uma vez por todas, o uso de modelos de moda pouco saudáveis.

As modelos que trabalham no país vão precisar de um atestado médico comprovando saúde física geral, e particularmente, em relação ao peso.

As fotografias alteradas digitalmente também terão de ser creditadas como tal a partir de 1 de Outubro.

Todas as imagens em que a aparência de um modelo tenha sido ajustada precisarão ser marcadas com foto retocada.

A lei entrou em vigor este mês e o Ministério da Saúde francês espera que isso ajude a combater ideais inacessíveis de beleza.

A versão final da legislação permite que médicos avaliam se os modelos são saudáveis, com base no peso, idade e forma do corpo.

Os empregadores que desrespeitarem a lei vão ter que pagar multas que giram em torno de 75 mil euros e até 6 meses de cadeia.

“Expôr os jovens a imagens normativas e irrealistas dos corpos leva a um sentimento de auto-depreciação e baixa auto-estima que pode afetar os comportamentos relacionados à saúde”, disse a ministra francesa de Assuntos Sociais e Saúde, Marisol Touraine.

Itália, Espanha e Israel já legislaram sobre modelos de baixo peso.

E você Brasil?

Com informações do Positive News

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.