Exercício do perdão: como ela virou amiga do assassino do pai

Margot e Glen - Foto: arquivo pessoalMargot e Glen - Foto: arquivo pessoal

A notícia boa aqui é o perdão. E nesse caso um perdão impossível pra maioria das pessoas. Como alguém consegue perdoar o assassino do próprio pai e ainda se tornar amigo dele?

Foi o que aconteceu com a canadense Margot von Sluytman. Em 1978, quando ela era adolescente, o pai dela, Theodore, foi morto durante um assalto à loja em que trabalhava.

Glen Flett, um dos assaltantes, apertou o gatilho. Anos mais tarde, ele se arrependeu. E fez contato com Margot Deppis do gesto nasceu uma extraordinária amizade.

Continue Lendo