Em vez de demitir por não saberem ler, empresa alfabetiza auxiliares de limpeza

Foto: Nátaly Bonato/ Reprodução autorizadaFoto: Nátaly Bonato/ Reprodução autorizada

Uma gerente de São Paulo teve uma atitude nobre. Em vez de pedir para trocar o time de auxiliares de limpeza por não saberem ler, ela decidiu alfabetizá-los.

Nátaly Bonato descobriu que os terceirizados eram iletrados por acaso, quando precisou resolver problemas de limpeza na WeWork Paulista. Ela pediu que eles escrevessem diariamente se a sala de cronograma havia sido limpa, ou não, com os motivos.

“O relatório demorou 1 semana pra chegar e quando veio, o banheiro virou um caos. Não entendi nada e ai nos reunimos e a descoberta foi que 50% do time (terceirizado) era iletrado”, escreveu Nátaly no Facebook.

Em vez de trocar a equipe, a Gerente de Comunidades decidiu procurar nas escolas que fazem parte da WeWork alguém que pudesse alfabetizar os auxiliares de limpeza.

Ela conheceu a pedagoga Dani Araujo, da MasterTech, que topou o desafio.

“As pessoas não são descartáveis. Eu não queria que alguém passasse pela minha vida sem ter o meu melhor, sem que eu pudesse tentar. Então, eu não queria que eles saíssem daqui um dia e continuassem tendo aquelas profissões porque eles não tinham escolha”, disse Nátaly em entrevista ao Razões para Acreditar.

Formatura

Os terceirizados começaram a ter aulas de 1 hora e meia às terças e quintas-feiras, no horário de almoço.

E meses depois, a boa surpresa:

“Eis que 5 meses depois a Dona Irene com aulas 2 x na semana consegue assinar o próprio nome. A Neuraci, o Madruga e a própria Irene escreveram uma carta. E me fizeram ter certeza de que nada me faz mais feliz do que fazer o bem. É com amor e só com ele que mudamos o mundo, um tico por vez!, escreveu Nátaly.

Para celebrar essa conquista, ela e seu time organizaram uma formatura surpresa. E eles tiveram “formatura”com direito à beca e tudo!

“Na hora que eu vi eles vindo de beca, eu comecei a desfalecer de chorar e não só eu! Todo mundo. A gente fez na área comum da WeWork. Acho que é a melhor experiência da minha vida”, lembra Nátaly.

Experiência que tocou também a pedagoga que os ensinou.

“Foi ousado participar desse projeto. Não tinha experiência com letramento para adultos. Vibrei e chorei com cada conquista que fazíamos juntos, me sinto privilegiada pelo aprendizado que eles me proporcionaram”, afirmou a pedagoga Dani Araujo.

Dani continuou dando aulas a eles mesmo depois de se desligar da MasterTech.

A WeWork Paulista é um espaço de trabalho compartilhado, na Avenida Paulista, em São Paulo.

Veja algumas fotos da formatura:

Foto: Nátaly Bonato/Divulgação

Foto: Nátaly Bonato / Reprodução autorizada

empresa-alfabetiza-3

Foto: Nátaly Bonato / Reprodução autorizada

Com informações do RPA

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.