Remédio reduz morte por câncer no sangue em 50%: aprovado

Foto: AnvisaFoto: Anvisa

A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, liberou um medicamento para pacientes recém-diagnosticados com câncer no sangue – o mieloma múltiplo –  que não podem ser submetidos a transplante autólogo, quando o doador é o próprio paciente.

As pessoas nesta situação e recém-diagnosticadas com a doença serão as primeiras do mundo a se beneficiar com a nova terapia, que reduziu o risco de morte e progressão da doença em 50%.

Foi aprovada a antecipação do medicamento imuno-oncológico daratumumabe, desenvolvido pela Janssen, empresa farmacêutica da Johnson & Johnson, para esses casos.

Continue Lendo