Menina com paralisia salva irmãozinho que se afogava

Foto: Rede CTVFoto: Rede CTV

Uma menina de 9 anos com paralisia cerebral, que não pode andar nem falar, está sendo considerada uma heroína por salvar seu irmãozinho que se afogava na piscina.

Lexie Comeau-Drisdelle, de Dartmouth, Nova Escócia, percebeu que o menino de 1 ano de idade, chamado Leeland, estava em apuros quando o viu pular na piscina sozinho.

Foi então que ela fez a única coisa que podia: soltou o grito mais alto que seus pulmões poderiam dar. Ela nunca havia gritado assim, por isso, a reação alertou a família de que algo errado estava acontecendo.

A avó de Lexie correu rapidamente em direção à criança que gritava. Ela percebeu que Leeland não estava por perto, e Lexie continuou gritando e apontando para a porta que leva à piscina.

“Quando minha mãe me contou o que estava acontecendo, rapidamente olhei pela janela e lá, na borda da piscina, vi a cabecinha dele”, disse Kelly Jackson, a mãe de Lexie.

“Entrei em pânico e minha mãe rapidamente correu na direção dele e o puxou para fora.”

Leeland cuspiu um pouco de água e depois foi levado ao hospital por precaução.

“Naquele momento, foi tão assustador. Nós pensamos que não ia acabar bem. Nós o abraçamos um milhão de vezes. Em dois segundos uma vida pode mudar e estamos agradecidos por Lexie ter sido tão rápida em nos alertar”, Jackson disse à CNN .

Heroína homenageada

Lexie foi reconhecida na quarta-feira como uma heroína pelo Conselho Regional de Halifax por sua atitude.

Ela também foi homenageada pelo departamento de polícia da cidade. (veja twitter abaixo)

“Você não precisa andar, falar e ter todos os seus sentidos. Você pode se fazer ouvir, e você ainda pode ajudar. E sim, ela salvou a vida dele”, disse a avó de Lexie, Nancy Comeau-Drisdelle.

menina_salva2

Com informações do Sunnyskyz

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.