Primeiros meninos são retirados da caverna na Tailândia

Foto: AFP / LILLIAN SUWANRUMPHAFoto: AFP / LILLIAN SUWANRUMPHA

O domingo começou com uma boa notícia: os primeiros meninos presos em uma caverna inundada na Tailândia foram resgatados e já estão no hospital para receberem os primeiros cuidados.

A agência francesa RFI fala que foram 6 os resgatados. A CNN contabiliza 4 até agora.

Os primeiros socorridos foram transportados de ambulância e depois de helicóptero para o hospital de Chiang Rai, a 60 quilômetros da caverna.

Os garotos foram retirados com a ajuda de mergulhadores, para que atravessarem passagens estreitas e galerias repletas de água.

A próxima etapa da operação, também prevista para este domingo, será liberar o treinador e os outros meninos que ficaram na caverna, onde estão presos há 15 dias.

A operação

Treze mergulhadores estrangeiros e cinco membros da Marinha tailandesa estão envolvidos na operação para trazer de volta os adolescentes, com idades de 11 a 16 anos. A maioria não sabe nadar e nunca praticou o mergulho.

Dos 13 mergulhadores, três são responsáveis pelo acompanhamento das crianças no interior das galerias inundadas.

Para alcançar a saída, eles devem mergulhar através de passagens escuras e estreitas, cuja largura não excede a 60 centímetros em alguns pontos.

Recursos importantes estão mobilizados na saída da caverna para socorrer os menores e seu treinador: uma unidade médica, ambulâncias e um helicóptero.

Um médico australiano, que faz parte da missão de resgate, verificou o estado de saúde dos meninos ontem à noite e deu o sinal verde para iniciar as operações neste domingo.

Rapidez

“Hoje é o grande dia”, tinha anunciado mais cedo o coordenador das operações de resgate e governador da província, Narongsak Osottanakorn.

Ele explicou que cada criança seria acompanhada por dois mergulhadores e extraída uma a uma da caverna.

Mas a primeira etapa da evacuação foi mais rápida do que o esperado e terminou duas horas antes do previsto.

História

O time de futebol “Javali” foi explorar a caverna de Tham Luan no dia 23 de junho, após o treinamento, por algum motivo desconhecido.

Eles se viram aprisionados pelas águas das chuvas, acumuladas nas profundezas da caverna localizada no norte da Tailândia, na fronteira com Mianmar e o Laos.

Com informações da RFI e CNN

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.