Chef larga Presidência da República e realiza sonho: Blend Boucherie

Chef Marcello Lopes - Blend Boucherie - Foto: arquivo pessoalChef Marcello Lopes - Blend Boucherie - Foto: arquivo pessoal

O Chef que encantou o paladar de dois presidentes da República, com os pratos que desenvolveu nos últimos 20 anos, agora cozinha pra gente comum, como nós.

Marcello Lopes, de 40 anos, abandonou os políticos e o antigo cargo para abrir o próprio restaurante: o Blend Boucherie –  butique de carne em tradução livre. Uma casa inspirada nas culinárias francesa e mediterrânea, com o toque fabuloso dos temperos brasileiros.

Ele serviu a Presidência da República nos últimos 3 anos, “um ano e meio com a Dilma e um ano e meio com o Temer”, revelou Marcello em entrevista ao SóNotíciaBoa.

O Chef mudou o cardápio do Palácio da Alvorada, conquistou o paladar de Dilma Rousseff e foi mantido por Michel Temer.

“A Dilma não estava gostando do último chef que estava lá. Entrei para fazer o cardápio novo. O antigo tinha 19 anos. Eu ganhei uma carta de elogio dela. “Ninguém toca mais na comida, só o Marcello””, disse a ex-presidente, de acordo com Marcello.

Ele contou que Dilma era exigente na cozinha e revelou os pratos que ela mais gostava – sabores que estão no novo restaurante dele:

“Ela gostava muito de filé macadâmia, frango recheado, pescada amarela, risoto de camarão, de charque, de linguiça artesanal com parmesão e queijo coalho e de arroz cremoso com amêndoa laminada e espinafre”, lembra.

Já no governo Temer, “a Marcela, mulher do Temer, adorava esse frango recheado. O Temer era eclético, deixava eu montar o cardápio do meu gosto”, revela.

O restaurante

Os pratos que ele desenvolveu para a presidência, agora estão livres! Podem ser experimentados pela população a preços justos no Blend Boucherie, uma casa moderna e aconchegante aberta na última segunda, 16, em Brasília.

Um restaurante que tem mais do que cortes nobres de carnes branca e vermelha – como bife ancho, o premiado filé com crosta de macadamia, fraldinha chorizo e rabada – com molhos especiais.

Marcello trouxe um sistema diferente para Brasília, depois que esteve na França.

Ele adaptou a ideia francesa – que oferece junto com a carne pequenas guarnições – ao estilo brasileiro, que gosta de fatura.

Durante a refeição, 6 garçons simpáticos servem o tempo todo, em sistema de rodízio, de 10 a 20 tipos diferentes de acompanhamentos, em panelas quentinhas – inclusos no preço – entre eles:

  • Arroz de alho negro com crispe de alho poró
  • Arroz cremoso com amêndoa laminada e espinafre
  • Polenta mole de queijo com grana padano
  • Purê de batata com brócolis aromatizado com gorgonzola
  • Puré de batata baroa com creme de queijos
  • Tomate recheado com queijo brie e manjericão e farofa panko por cima
  • Fava com bacon e calabresa
  • Queijo coalho com mel temperado na pimenta dedo de moça
  • Fettuccine 3 alhos
  • Cucus marroquino primavera
  • Purê de batata com queijo gruyère
  • Batata australiana wedge cozida com crosta de parmesão

No sistema, o cliente paga o valor da carne e pode comer todas guarnições à vontade. É um mix impressionante de sabores, cores e texturas diferentes de guarnição para guarnição.

O segredo? Ele não esconde:

“Como eu sou um Chef brasileiro, a gente tem coisas francesas com toque brasileiro, com mais tempero, como a gente gosta”.

Filé ancho - Foto: divulgação

Bife ancho – Foto: divulgação

Parte das guarnições servidas em panelas quentinhas - Foto: divulgação

Parte das guarnições servidas em panelas quentinhas – Foto: divulgação

História

Marcello Lopes é filho de donos de churrascaria em Terezópolis, no RJ.

Em 2003, aos 22 anos, ele ganhou o mundo. Foi morar na Austrália para surfar e trabalhar em cozinha.

“Cheguei como lavador de pratos e virei Head Chef [chefe de cozinha] do restaurante ”, lembra.

Lá ele aprendeu os segredos da gastronomia mediterrânea. Em seguida foi para Paris, onde o aprendizado foi crescendo.

Foi quando ganhou o prêmio de melhor pizza do mundo, em um campeonato internacional. Ousado, ele usava abacate entre os ingredientes da pizza vencedora.

Em 2009, de volta ao Brasil, Marcello abriu o restaurante The Gong. Mas logo desfez a sociedade e foi trabalhar para um grupo de empresários em Brasília.

Eles abriram quatro restaurantes badalados na cidade: Botarga, Quitandinha, Empório Santo Antônio e Zimbrus. Marcello foi consultor em todos.

“Fui 4 vezes premiado pelas revista 4 Rodas e Veja no restaurante Botarga. Eu era consultor de mercado de gastronomia, mas veio a crise no governo Dilma e por ironia, fui trabalhar pra Dilma”.

Marcelo foi chamado para fazer um teste na IMC, a maior empresa de comida fora de casa da América Latina, justamente para trabalhar com a presidente da República. A IMC presta serviço para a presidência há quase 40 anos.

“Fiquei maluco. Cozinhar para o maior cargo político do Brasil era um sonho. Não é mérito dizer que cozinha para o presidente, mas pro currículo é bom. Fiz o teste de uma semana. Dilma adorou e mandou uma carta de elogio para a empresa, IMC Internaciona Meal company, que tem 297 restaurantes”. Lembra.

Pela IMC, além de ser o chef executivo da cozinha presidencial e chef exclusivo do avião presidencial, Marcello se tornou responsável pelo cardápio de empresas exigentes como a Air France, Tap, American Air Line, e Latam.

“Aí comecei a ser o chefe exclusivo da aeronave da presidência, o chefe executivo e o cara que tinha que bolar todos os cardápios. Há 2 anos eles tentavam aprovar cardápio com a Air France e eu aprovei em 2 meses”, lembra.

Este ano Marcello decidiu sair da zona de conforto e voltar às raízes… Com o dinheiro da recisão e algumas economias, ele montou o Blend Boucherie.

“Eu deixei tudo isso pra realizar o meu sonho, que é cozinhar para as pessoas. Eu estava escondido na presidência, eu queria voltar para o meu cliente, pra panela quente, pra mesa… a adrenalina…”

Casa cheia

Deu certo. Desde a abertura do Blend Boucherie, a casa tem tido bom movimento e muitos elogios.

“O chef de cozinha é movido a elogio. Mas a humildade é muito importante. Na gastronomia não tem um final, eu sempre vou estar aprendendo. Eu vivo em constante evolução e o elogio só me faz procurar mais a evolução e a perfeição. Se você ficar vaidoso, você perde sua essência”, conclui Marcello Lopes.

Serviço

Restaurante Blend Boucherie
Endereço: CLN 412, Brasília/DF
Horário: Abre de segunda a domingo às 11:30 para almoço e jantar
Telefone: (61) 3544-7444

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.