Geladeira solidária de funcionários de cartório alimenta sem-teto

Foto: Reprodução/Rede Amazônica AcreFoto: Reprodução/Rede Amazônica Acre

Uma ideia simples está ajudando a matar a fome de moradores que vivem nas ruas de Rio Branco, no Acre. Funcionários de um cartório na capital acreana instalaram uma geladeira solidária.

O projeto idealiszado em 2016, foi colocado em prática há duas semanas na Via Chico Mendes.

O refrigerador pertencia ao cartório e foi doado após a compra de um novo.

A tabeliã e registradora interina do cartório, Suellen Leite, contou que os trabalhadores conversaram com os moradores de rua e descobriram que eles passavam mais fome no período noturno, porque as casas e os restaurantes que fazem doações estão fechados.

“Decidimos colocar a geladeira para que, principalmente à noite, eles tivessem a oportunidade de ter algo para comer”, disse Suellen ao G1.

“Nós vamos tomar algumas providências e falar com alguns empresários da área para ver se eles ajudam também e, no mais, já estamos recebendo as doações. As pessoas divulgam nas redes sociais e muita gente está dando um retorno positivo, elogiando e trazendo as doações”, destaca Suellen.

Regras

A geladeira fica disponível para receber doações 24 horas do lado de fora do cartório, mas existem regras expostas na porta.

As pessoas podem doar amor, água sucos, frutas em perfeito estado, alimentos na validade e copos descartáveis.

É proibido deixar no local falta de amor, bebidas alcoólicas, alimentos estragados, frango, carne, peixe cru e pacotes abertos. Os funcionários do cartórios fazem inspeções diariamente pra ver se está tudo certo na geladeira.

Gratidão

 

 

Quem agradece a atitude é o morador de rua Antônio José Nascimento, de 50 anos. Ele conta que há duas semanas sempre pega algo no refrigerador e também coloca água para ajudar outras pessoas.

O sentimento, segundo ele, é de gratidão.

Ele faz um apelo para que as pessoas tenham consciência e peguem apenas o necessário para que outras pessoas possam receber ajuda.

Nascimento lembra que quando não tinha o que comer saia pedindo, mas hoje recorre a solidariedade das doações.

geladeira_solidaria2 geladeira_solidaria3

Com informações do G1

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.