Cientistas criam olho biônico com retina impressa em 3D

Primeiro protótipo do olho biônico Foto: University of Minnesota/McAlpine LabPrimeiro protótipo do olho biônico Foto: University of Minnesota/McAlpine Lab

Depois de criada a primeira córnea em impressão 3D, agora é a vez de um olho completo, biônico, com retina feita a partir de impressão 3D.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Minnesota, nos EUA, conseguiu pela primeira vez usar a técnica de impressão 3D para fabricar uma matriz de receptores de luz sobre uma superfície hemisférica – uma retina artificial.

Este é um passo significativo rumo à criação de um olho biônico, que no futuro promete ajudar as pessoas com problemas de visão a enxergarem melhor, ou voltarem a enxergar.

“Os olhos biônicos geralmente são considerados como ficção científica, mas agora estamos mais próximos que nunca usando uma impressora 3D multimaterial,” disse o professor Michael McAlpine.

Como

Os pesquisadores começaram com uma cúpula de vidro hemisférica para mostrar que é possível superar o desafio de imprimir circuitos eletrônicos em uma superfície curva.

Para isso, é claro, eles tiveram que projetar uma impressora 3D personalizada, capaz de distribuir as tintas eletrônicas seguindo a curvatura da superfície.

A tinta base de prata permaneceu no lugar e secou uniformemente, não escorrendo pela superfície curva.

Os pesquisadores então usaram materiais poliméricos semicondutores para imprimir fotodiodos, que convertem luz em eletricidade. Todo o processo leva cerca de uma hora.

Os sensores de luz alcançaram uma eficiência de 25% na conversão da luz em eletricidade, o que é muito bom levando-se em conta que estão sendo utilizados componentes eletrônicos de plástico e ainda impressos em 3D.

“Temos um longo caminho para imprimir rotineiramente, mas nossos semicondutores impressos em 3D estão começando a mostrar que podem rivalizar com a eficiência dos componentes semicondutores fabricados em indústrias de microfabricação,” disse McAlpine.

“Além disso, nós podemos imprimir facilmente um aparelho semicondutor em uma superfície curva e eles não conseguem.”

Com informações do Diário da Saúde

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.