Pediatra divertido dança pra recuperar pacientes: Assista!

Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

Um médico pediatra da Califórnia, EUA, consegue fazer seus pacientes darem risada todos os dias com sua performance divertida e ainda ajuda na recuperação deles.

Tony Adkins é médico-assistente neurocirúrgico pediatra e dançarino. Ele começou a dançar numa tentativa de animar um de seus pacientes no pós-operatório e a ideia deu certo.

No Hospital Infantil de Orange County, onde trabalha, Tony dança com pacientes nos corredores, nos quartos, com os que estão na maca e também cadeira de rodas. Ele diz que a diversão deles é uma parte fundamental do processo de recuperação. (Assista abaixo)

Suas habilidades engenhosas lhe valeram o apelido de “Dancing Doc” ou “Doutor Dançarino”.

“Não há nada melhor do que ver um sorriso nos rostos dos meus pacientes ou ouvi-los dar risada – e isso me ajuda também. Os enfermeiros me disseram que quando os pacientes entram na unidade, eles perguntam sobre mim”, disse Adkins à agência de notícias Caters.

“Nada é mais importante do que a saúde de uma criança, e eu tenho muita sorte de estar nisso. ”

“Tony ilumina todos os quartos em que ele entra. Uma criança que não sorri normalmente, acaba sorrindo. Eles nos pedem o Doc Dance”, disse Trisha Stockton, enfermeira da unidade de neurociência.

Stockton comparou Adkins a Patch Adams, o médico que viajou pelo mundo como palhaço para levar humor aos que estavam sofrendo.

“O Tony enfrenta todos os dias notícias tristes, [mas] ele é capaz de transformar isso em algo tão bonito e positivo”. concluiu a enfermeira.

Assista às performances divertidas dele abaixo:

Tony nos estúdios do Good Morning America Foto: Facebook

Tony nos estúdios do Good Morning America Foto: Facebook

A rede social do doutor dançarino também viralizou. Veja uma das performances:

E a dança com os pacientes:

Com informações do MSN/Inside

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.