Celíacos: criado remédio para tratar intolerância ao glúten

Foto: PixabayFoto: Pixabay

Esperança para os celíacos! Um remédio que pode aliviar, ou até mesmo eliminar os sintomas da doença celíaca, foi criado pela Universidade Técnica de Viena, na Áustria (TU Wien), em colaboração com o parceiro industrial Sciotech Diagnostic Technologies GmbH.

A chamada doença celíaca é uma intolerância ao glúten, proteína encontrada em cereais como trigo, cevada ou centeio. Ela afeta de um a dois por cento da população da Europa.

Em vez de desenvolver uma droga que interfere no sistema imunológico, como acontece hoje, a TU Wien criou um medicamento simples que ataca diretamente as moléculas do glúten para torná-las inofensivas.

Isso torna o processo de aprovação pelas agências de medicamentos muito mais simples, o que significa que o produto deve estar disponível em farmácias comuns já em 2021.

“Nossos corpos produzem anticorpos que se encaixam precisamente nos antígenos intrusivos, como uma chave para uma fechadura. Essa resposta imune torna esses antígenos inofensivos ”, explica o professor Oliver Spadiut, da TU Wien.

“Se um novo fragmento de anticorpo é encontrado e produzido, que atraca e bloqueia a molécula do glúten invasora, sem desencadear o sistema imunológico, os sintomas da doença celíaca podem ser suprimidos.”

Como

A pesquisa pretendia produzir um complexo de dois desses fragmentos de anticorpos que envolvessem a molécula de glúten em um nível molecular, de modo que ela não pudesse mais ter nenhum efeito adicional nos intestinos.

Para fazer isso, certas bactérias têm que ser reprogramadas para que produzam exatamente o fragmento de anticorpo desejado.

Em vez dos fragmentos de anticorpos desejados, formam-se os chamados “corpos de inclusão” – pequenas partículas que consistem em proteínas incorretamente enroladas.

Por isso foi necessário desenvolver um projeto para para redobrar esses corpos de inclusão e obter as proteínas desejadas a partir deles.

“Você precisa entender com precisão os processos químicos envolvidos e intervir de maneira complicada”, diz Spadiut.

“Por isso, demorou um pouco, mas agora desenvolvemos um processo que pode ser facilmente reproduzido, pode ser ampliado para aplicação industrial e oferece um rendimento muito bom do produto desejado.”

O projeto foi apoiado pelo parceiro industrial SCIOTEC Diagnostic Technologies GmbH, que agora trará o novo produto médico para o mercado.

“Será uma preparação que os pacientes celíacos possam tomar junto com alimentos contendo glúten para aliviar os sintomas celíacos”, explica Spadiut.

“Resta saber se os sintomas desaparecerão completamente ou serão apenas aliviados. Os efeitos precisos provavelmente variarão de pessoa para pessoa. De qualquer forma, esperamos firmemente que o produto esteja disponível em farmácias comuns já em 2021. ”

Com informações da Technische Universität Wien e GNN

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.