Maine paga dívida de crédito estudantil para quem se mudar pra lá

Maine/EUA - Foto: GoogleMapsMaine/EUA - Foto: GoogleMaps

Um estado norte-americano anunciou que vai pagar parte da dívida do crédito estudantil para profissionais formados que se mudarem para lá. A notícia foi divulgada pela CNN.

O estado do Maine, nos EUA, vai fazer isso porque está precisando de profissionais formados e jovens.

A região atualmente mantém a população com maior idade média dos Estados Unidos, 44 anos e precisa renovar força de trabalho.

Maine fica na região da Nova Inglaterra, no extremo nordeste dos Estados Unidos.

Os legisladores expandiram o programa de intercâmbio de créditos tributários para incluir estudantes de fora do estado.

Acesse aqui o programa de crédito fiscal para oportunidades educacionais. Ele foi criado em 2008, para tentar dissuadir jovens recém-formados de se mudarem de lá.

Como

O estado oferece um crédito fiscal para a quantia de dinheiro que um residente paga para seus empréstimos estudantis.

Assim, se um jovem paga US $ 1.800 por sua dívida, esse valor em dólar é subtraído do dinheiro devido para o imposto de renda estadual.

Já os estudantes que se formaram em ciências, matemática, engenharia ou tecnologia podem ficar isentos do pagamento de impostos estaduais.

O programa bem-sucedido pretende adicionar um número limitado de graduados à força de trabalho, de modo que os legisladores decidiram disponibiliza-lo para os graduados em todo o país também.

“Este é um investimento financeiro substancial do estado, muitos milhões de dólares”, disse Nate Wildes, diretor de engajamento da iniciativa de emprego , à CNN .

“Reconhecemos que os empréstimos estudantis são um grande fardo financeiro e emocional”.

“A mensagem para os formados é: Agradecemos tudo o que você fez para investir em si mesmo, gostaríamos de colocar esse talento para trabalhar e premiá-lo, não apenas dando-lhe um emprego, mas aliviando sua dívida estudantil”, acrescentou.

Com informações da CNN e GNN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.