Professor de Felicidade de Harvard grava mensagem para o SóNotíciaBoa

Tal Ben-Sharar e Sandra de Angelis - Foto: SNBTal Ben-Sharar e Sandra de Angelis - Foto: SNB

Tal Ben-Sharar, criador e professor do curso de Felicidade na Universidade de Harvard, nos EUA, deu uma palestra na noite desta terça, 20, em São Paulo. Ele falou sobre a “Ciência da Felicidade”e também sobre a importância da notícia boa na vida da gente.

“Focar nas notícias boas é muito importante porque quando você aprecia o bom, o bom o aprecia de volta. As boas notícias fazem o nosso mundo ainda melhor. Obrigado pelo trabalho que vocês fazem”, disse Tal Ben-Sharar ao conhecer o SóNotíciaBoa. (Vídeo abaixo)

A jornalista Sandra de Angelis, parceira do SNB em São Paulo, esteve no Buffet França, onde aconteceu o evento e conta abaixo os principais momentos da palestra:

A palestra

“Quando você aprecia coisas boas, as coisas boas chegam até você”. A dica vem do professor Tal Ben-Shahar.

Ele que é curador do Curso de Felicidade, o mais popular da famosa universidade de Harvard, nos EUA.

Ao final da explanação, houve fila de gente para tirar uma foto ou pedir um autógrafo desta “celebridade” que se notabilizou ao dar caráter científico a um estado de espírito – A felicidade.

E da universidade e das pesquisas acadêmicas, ele devolve à natureza os fartos elementos dos quais dispomos para viver uma vida brilhantemente feliz. Quer ver como todos podemos?

Ondas cerebrais

Uma das pesquisas citadas pelo mestre consistiu na captação de ondas mentais de pessoas em duas situações pontuais.

O primeiro grupo de pessoas pesquisadas ganhou um dinheiro para comprar o que quisesse e depois voltasse para medir suas ondas cerebrais. Quem comprou sapatos novos voltou exultante ao centro de pesquisa.

No dia seguinte, houve nova medição, mas o estado de excitação e alegria já tinham caído aos parâmetros registrados antes da compra.

Um segundo grupo ganhou o mesmo valor em dinheiro, mas a orientação era a de que doasse, comprasse presentes para dar a alguém, fizesse gentilezas ou caridade com o dinheiro.

A medição das ondas cerebrais deste grupo foi igual à das pessoas que compraram sapatos novos logo após as ações. Porém, nas medições realizadas nos dias posteriores mantinham-se em níveis elevados, quase tanto quanto os primeiros registros.

“Muita gente poderia querer comprar sapatos todos os dias, mas nada seria melhor para elas do que se voluntariar”, observa.

Como atingir a felicidade

Se a gente considerar que a vida não é nada fácil e que a tese de felicidade não vale para um ambiente de escritório, por exemplo, o professor de Harvard tem a resposta e a solução.

“É preciso criar pausas em sua jornada, para respirar fundo, tirar os olhos da tela do computador e falar amenidades com um colega ao seu lado. Procure parar, fechar os olhos e respirar profundamente por alguns segundos, três a quatro vezes por dia. Isso fará uma diferença enorme na qualidade do seu dia a dia, inclusive do seu sono”, recomenda.

Em nova citação cientifica, o professor relata que aulas de dança nas escolas foram a solução para acabar com o bullying, porque há uma interação social na dança que dissolve conflitos…quem dança, naturalmente sorri…

O Brasil, tal como a Austrália, Israel , Noruega e Dinamarca, é um país considerado feliz. “Mas por que países ricos como os EUA, ou alguns países orientais, ou a Alemanha, por exemplo, não estão nesta lista ?”, pergunta à plateia.

“O valor da interação social para estes países felizes é a resposta. Viver socialmente integrado é um dos caminhos da felicidade”, explica.

É recorrente a oferta de novos e mais novos estudos sobre os efeitos positivos dos exercícios físicos para a saúde. Naturalmente, quem tem saúde é mais feliz.

Apenas 30 minutos de atividades físicas, três vezes por semana são suficientes para reduzir doenças como o Alzheimer em 52%.

“Quando eu recebi os últimos estudos sobre esse tema, liguei para minha mãe e contei para ela, pedindo que, se não fosse por ela, que fosse por seus filhos e netos, mas que ela buscasse uma atividade física urgentemente”.

Uma reflexão que se seguiu a este dado científico foi: “ Por que precisaríamos de algo trágico para valorizar coisas simples e depois buscar caminhos melhores para nossa vida? Podemos ter novas atitudes e até evitar problemas…”

Felicidade passo a passo

No extrato da palestra de Tal Ben-Shahar, a receita caseira de felicidade, baseada em amplas pesquisas científicas de várias das mais conceituadas universidades do mundo está ao alcance de todos.

Ingredientes:
– Movimente-se ! Exercícios físicos são fundamentais para melhorar o estado de espírito
– Dançar é o melhor exercício que existe e para qualquer idade
– Espiritualidade – Não importa sua religião, cultive seu lado espiritual, pois com ele, é possível elevar os propósitos da alma.. Infelizmente, esse item não atinge tanto os jovens, mas elevam-se entre pessoas de mais idade.
– Caridade – um gesto caridoso ou uma atividade voluntária trarão muita satisfação a quem a pratica, talvez mais do que para quem se beneficia do gesto.
– Gentilezas – Seja gentil com as pessoas , independentemente do estado de espírito que ela apresente.
– Relacionamentos – mantenha-os sempre em pauta, pois somos seres sociais, que precisamos cultivar amizades e nutrir laços familiares.

Redes sociais

Um alerta que o professor faz está na conectividade à qual nos expomos intensamente nos dias atuais.

“A carência de uma pessoa está diretamente ligada ao tempo de sua permanência nas redes sociais. Os benefícios dos relacionamentos, sejam eles de que âmbito for, só trarão esses benefícios felizes se as pessoas saírem de frente de uma tela e se olharem presencialmente.

Gratidão

Agradeça por tudo e a todos que fazem sentido em nossas vidas, sempre.

No encerramento da palestra, o professor relatou o episódio de um aluno de Nova York, que passara três anos assistindo às aulas dos bancos do fundo da sala de aula.

“Numa das aulas de gratidão, onde eu recomendo que as pessoas escrevam palavras de agradecimento a quem ela ache importante, John veio ao palco e pediu permissão para poder me visitar o escritório do professor, e cuja iniciativa foi inusitada…”

“Na semana seguinte, John veio à minha sala para contar que escrevera sua carta de gratidão a seu pai e que a leu em voz alta, no fim de semana. O pai, que não o abraçava havia 12 anos, finalmente abraçou o filho e houve uma reaproximação entre eles”

“Portanto, eu lhes digo: “Se você escolhe coisas boas, as coisas boas vão escolher você…”

A palestra do professor foi organizada pela Na’amat – organização judaica fundada no Brasil em 1948 que tem como missão atender a mulheres e crianças na comunidade ampla – com apoio da ONG Gaia+.

Assista ao vídeo em que o professor fala da importância da notícia boa na vida da gente:

Por Sandra de Angelis, de São Paulo, para o SóNotíciaBoa

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.