Teste de DNA faz menina perdida reencontrar família 40 anos depois

Foto: reprodução / InsideEditionFoto: reprodução / InsideEdition

Uma menina que se perdeu da mãe em uma estação de trem, reencontrou sua família 40 anos depois graças a um teste de DNA e uma investigadora, que não sossegou até achar os pais de Mika Cheesman.

Mika Cheesman tinha 4 anos de idade quando foi deixada pela mãe em uma loja de doces dentro da enorme estação Penn Station, em Nova York.

A mãe hoje tem problemas mentais, o que leva a entender o que aconteceu na época.

A menina só dizia uma palavra, “mamãe”. Como as autoridades não conseguiam encontrar os pais dela, nem sabiam o nome da menina, ela foi nomeada “Missy” e mandada para um orfanato, onde foi adotada.

Mas Mika nunca desistiu de encontrar sua família de sangue.

A ajuda

Durante um programa de tv, em que deu uma entrevista em 2001 ela conheceu Lynn-Marie Carty, uma investigadora particular especializada em reunir famílias.

“Havia pouca informação para achar um ponto de partida, foi extremamente difícil. Isso partiu meu coração. Eu disse vou resolver este caso antes de deixar esta Terra”, contou Carty à Inside Edition.

Após 17 anos, um teste de DNA ajudou a rastrear uma prima em primeiro grau.

“Ela disse que todos na família pensaram que Mika tinha morrido em 1975. Disseram a eles que ela tinha caído da janela do prédio em Nova York”, disse Carty.

Fotos: reprodução / Inside Edition

Mika Cheesman – Fotos: reprodução / Inside Edition

O reencontro

Cheesman está agora com 40 e poucos anos e é mãe de quatro filhos. Na semana passada ela finalmente conheceu a família, após quatro décadas.

Foi uma emoção quando ela abraçou e beijou a mãe, que ela agora soube, tem sérios problemas de saúde mental.

Houve lágrimas no reencontro e Cheesman soube seu verdadeiro nome: Lynette Wright-Smith.

Ela contou que não tem raiva da família biológica e que está feliz e pronta para seguir em frente, presente na vida deles.

Veja como foi o reencontro:

Com informações do InsideEdition

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.