Michelle Bolsonaro discursa em Libras e rouba a cena na posse

Michelle Bolsonaro - Foto: reprodução / EBCMichelle Bolsonaro - Foto: reprodução / EBC

Michelle Bolsonaro fez um discurso de agradecimento em Libras – Língua Brasileira de Sinais – e roubou a cena durante a posse presidencial desta terça, 1º de janeiro, no parlatório do Palácio do Planalto, em Brasília.

Pela primeira vez uma primeira dama discursou antes do presidente. Elegante e com empatia, ela usou as mãos para falar com mais de 10 milhões de brasileiros deficientes auditivos, nos cálculos do IBGE, e disse que os surdos serão valorizados no novo governo.

Michelle prometeu que os deficientes auditivos e também os intérpretes de libras no Brasil terão mais apoio e o incentivo.

“Gostaria de me dirigir à comunidade surda”, disse Michelle Bolsonaro, que faz parte do Ministério de Surdos e Mudos da Igreja Batista Atitude, na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio e está envolvida há anos nas causas de pessoas com deficiência.

Ao lado dela, no parlatório, uma assessora traduzia em voz a gesticulação da primeira-dama, que emocionou a platéia que estava em frente, na Praça dos Três Poderes.

O discurso

“É uma grande satisfação e privilégio poder contribuir e trabalhar para toda a sociedade brasileira. A voz das urnas foi clara no sentido de que o cidadão brasileiro quer segurança paz e prosperidade, em um país em que todos são respeitados”-  disse Michelle Bolsonaro.

Ela agradeceu pelo apoio que recebeu durante os 23 dias em que o marido ficou hospitalizado, após a facada durante a campanha.

“Agradeço à população brasileira pelas orações que nos deram tanta coragem para seguir adiante”, disse em Libras.

Após quebrar o protocolo e beijar o marido no meio do discurso, Michelle procurou deixar o clima quente da campanha no passado e unir a população.

“Estamos todos de um lado só. Juntos alcançaremos um Brasil com educação e liberdade para todos”, concluiu a primeira dama.

Elegância

Michelle Bolsonaro foi elogiada nas redes sociais e também por estilistas pela elegância durante a cerimônia de posse.

Ele usou um vestido de decote ombro a ombro da estilista Marie Lafayette, inspirado nas divas Grace Kelly e Jacqueline Kennedy Onassis.

O modelo, em zibene de seda, em tom rosé, demorou 20 dias para ser feito e saiu do Atelier Marie Lafayette, no Rio de Janeiro, o mesmo que fez o vestido de noiva que Michelle usou no casamento com Jair Bolsonaro, em 2007.

Pelo Twitter, a primeira dama afirmou que, após os compromissos oficiais, o vestido será leiloada para arrecadar dinheiro para o Nordeste.

Michelle tem 37 anos, nasceu em Ceilândia, no Distrito Federal e foi secretária parlamentar na Câmara dos Deputados.

Ela é a segunda esposa de Jair Bolsonaro.

Bolsonaro e Michelle - Foto: Daniel Ferreira / Metrópoles

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SNB – com informações do Metrópoles, G1OGlobo e Wikipedia

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.