Colírio que vai substituir óculos precisa de US$ 1 milhão

Os três pesquisadores por trás dos nanodrops (da esquerda para a direita), o Dr. David Smadja, o Prof. Zeev Zalevsky e o Prof. Jean-Paul Moshe Lellouche. Foto: DivulgaçãoOs três pesquisadores por trás dos nanodrops (da esquerda para a direita), o Dr. David Smadja, o Prof. Zeev Zalevsky e o Prof. Jean-Paul Moshe Lellouche. Foto: Divulgação

O colírio para corrigir problemas de visão, que está sendo desenvolvido em Israel, precisa de US $ 1 milhão, quase R$ 4 milhões de reais de investimento, para financiar a pesquisa e o desenvolvimento do produto.

Pesquisadores do Centro Médico Shaare Zedek e da Universidade Bar Ilan, em Israel, já estão em contato com investidores para arrecadar o valor.

Composto por uma solução de nanopartículas sintéticas, o colírio demonstrou grande potencial para resolver problemas de visão relacionados à córnea.

Continue Lendo