5 passos para lidar com gente grosseira, chefe inclusive: coach ensina

Foto: PixabayFoto: Pixabay

Gente grosseira que se faz de boazinha tá cheio por aí. Geralmente é uma pessoa irônica, sarcástica, inconveniente e mal educada que pode te atormentar no trabalho, na escola, na família… e é preciso saber como agir para manter a calma e não entrar na sintonia dela.

É agir com sabedoria, equilíbrio e saber o que dizer, para que você próprio não se prejudique diante da provocação, ou das provocações, que às vezes são diárias.

Quem orienta é Ivan Maia, um coach de Campinas, interior de São Paulo, que tem uma página de treinamentos no Facebook com mais de 250 seguidores. (vídeos abaixo)

Ele ensina em 5 passos o que fazer na hora em que você for tratado com grosseria.

  1. Primeiro se pergunte: “Você vai deixar que ela roube sua alegria e estrague o seu dia, ou vai assumir o controle das suas emoções?”
  2. Não responda na mesma altura que a pessoa grosseira. Não desça ao nível dela. Não se apaga fogo com mais fogo.
  3. Se tiver como interromper a conversa, interrompa.
  4. Se não tiver como interromper, diga da melhor maneira que puder: “Você está me desrespeitando, por favor baixe o seu tom de voz e tenha um pouco mais de respeito.
  5. Se ela não te ouvir, encerre a conversa e lembre:. “O silêncio é o companheiro predileto dos sábios. E a falácia – argumento falso, mentiroso – é o companheiro predileto dos tolos”.

Assédio de Chefe 

Se o grosseiro for seu chefe, Ivan Maia lembra: “Ninguém o poder de te deixar triste, de te fazer chorar, de tirar o seu sono”.

  1. O primeiro passo é não descer ao nível do chefe.
  2. Chame o chefe de lado, depois da grosseria, e diga que você se sentiu desrespeitado e que gostaria que ele não te tratasse mais daquela maneira.
  3. Diga educadamente, mas de forma firme.
  4. Se isso se repetir, denuncie ao chefe que fica acima dele e diga como você está se sentindo.
  5. Se não tiver alguém acima dele para você recorrer, você terá que tomar uma decisão: é melhor sair da empresa para não ser tratado assim.

Assista aos vídeos:

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.