Menor bebê do mundo, do tamanho da palma de uma mão, tem alta

Foto Hospital Universitário KeioFoto Hospital Universitário Keio

Teve alta do hospital o bebê, considerado o menor prematuro do mundo a sair do hospital com segurança. Ele nasceu do tamanho da palma de uma mão de um adulto e com o peso de uma cebola: apenas 268 gramas.

A criança é de Tóquio, no Japão. O menino veio ao mundo com 24 semanas de gestação porque parou de crescer no útero.

Agora, depois de cinco meses de tratamento, a criança está pesando 3,2 quilos, se alimenta normalmente e foi para casa na semana passada, informou o Hospital Universitário Keio.

“Só posso dizer que estou feliz por ele ter crescido tanto porque, honestamente, eu não tinha certeza se ele poderia sobreviver”, disse a mãe do menino.

O médico Takeshi Arimitsu, que tratou a criança, disse que queria dizer às pessoas que “existe a possibilidade de que os bebês possam sair do hospital com boa saúde, apesar de terem nascido pequenos”.

Recordes anteriores

Antes desse bebê, um outro menino nasceu na Alemanha, em 2009, pesando apenas 274 gramas, disse o hospital, citando um registro organizado pela Universidade de Iowa para os menores bebês sobreviventes do mundo.

A menor menina sobrevivente nasceu na Alemanha em 2015, pesando 252 gramas, segundo o registro, por isso o caso do Japão é considerado o recordista até agora por se tratar de um garoto.

A taxa de sobrevivência dos bebês menores é substancialmente menor para os meninos em comparação com as meninas.

Os especialistas ainda não sabem ao certo o motivo, mas acreditam isso poderia estar relacionado, em parte, ao desenvolvimento mais lento de pulmões em bebês do sexo masculino, disse o hospital Keio.

O Japão tem uma das taxas mais baixas do mundo de mortalidade infantil, segundo a UNICEF.

Com informações do MSN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.