1 milhão de jardineiros unidos: rede mundial para alimentar abelhas

Foto: PixabayFoto: Pixabay

Mais de 1 milhão de proprietários e jardineiros de várias partes do mundo se uniram para salvar abelhas e borboletas, polinizadoras de vários alimentos produzidos pela natureza.

National Pollinator Garden Network acaba de superar a meta de 1.040.000 hortas polinizadoras com o projeto Million Pollinator Garden Challenge  – Desafio do milhão de jardins polinizadores, em tradução livre.

A maioria delas fica nos Estados Unidos, mas o projeto também já conseguiu adesões no Canadá, México e Europa. O jardins, plantados em áreas públicas e provadas, somam 5 milhões de acres, mais de 20 mil quilômetros quadrados.

As áreas metropolitanas dos EUA com o maior número de jardins registrados incluem Atlanta, Chicago, Miami-Ft. Lauderdale, Filadélfia-Camden, Washington, DC e Nova York.

A ideia

A iniciativa foi lançada em 2015 pela National Pollinator Garden Network para salvar os polinizadores.

“Juntos, por meio da conservação colaborativa, estamos restaurando populações de polinizadores que fornecem a base de nossos ecossistemas e nosso suprimento de alimentos”, disse o CEO da NWF, Collin O’Mara.

A National Wildlife Federation (NWF) é uma das organizações parceiras do projeto

“Quando salvamos a vida selvagem, nos salvamos.”

Como

Para contribuir com a rede, os jardineiros são convidados a plantar grandes quantidades de flores e plantas amigáveis aos polinizadores e gramíneas silvestres.

O espaço também deve oferecer espaços para o vento, exposição direta à luz do sol, fonte de irrigação e quantidade mínima de pesticidas.

Se você tem um quintal ou jardim, ou mesmo apenas um pequeno pedaço de propriedade ao ar livre, você pode contribuir para a rede de polinizadores , plantando pelo menos três plantas diferentes, polinizadoras e amigáveis, que florescem na primavera, verão e outono.

Outras informações e recursos estão no site oficial do Million Pollinator Garden Challenge.

“Nossos esforços coletivos têm feito grandes coisas para as abelhas, borboletas e outras espécies de polinizadores que desempenham um papel crítico em nosso mundo natural”, disse Val Dolcini, presidente da Pollinator Partnership, que é outra organização envolvida no projeto.

“Desde aumentar nosso suprimento de alimentos até aumentar a biodiversidade do nosso meio ambiente, esses trabalhadores polinizadores precisam ser protegidos a todo custo. Ao proteger suas vidas, estamos preservando as nossas ”.

Com informações do GNN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.