Empresa brasileira produz embalagens com lixo das praias

Alex Seibel, criador da empresa Foto: Monica FumagalliAlex Seibel, criador da empresa Foto: Monica Fumagalli

Uma empresa paulistana acaba de lançar uma inovação: embalagens feitas 100% de plástico retirado da areia das praias do país.

O processo criado pela POSITIV.A, em parceria com a Boomera — companhia que transforma lixo em novos produtos — intercepta o plástico antes que ele possa atingir o oceano.

O material é recolhido em praias do Litoral Sul de São Paulo por uma série de cooperativas locais.

Após a coleta, os resíduos são lavados e transformados em pedaços de matéria-prima chamados pelletes, e então convertidos nas embalagens. É um exemplo de economia circular, onde não há resíduos poluidores ao final do processo.

A POSITIV.A, criada pelo administrador de empresas Alex Seibel, 32 anos, atua como uma consultoria ambiental para economia circular e permacultura — o sistema que busca criar uma relação harmônica entre a produção humana e a natureza.

A empresa também produz uma vários produtos de limpeza naturais, biodegradáveis e veganos, que vão desde detergentes à base de coco até esfregões feitos com redes de pesca recicladas.

A ideia

A inspiração veio do contato com o trabalho da ativista Anita Roddick, criadora da marca The Body Shop.

Primeiro Alex fundou a ONG ARCAH, que usa essa metodologia para promover a reintegração social da população de rua.

Em 2014 veio a POSITIV.A, que tem outros dois sócios e um investidor externo.

A companhia já recebeu R$ 2 milhões em investimento e tem 15 funcionários.

Os produtos estão disponíveis em 70 pontos de venda espalhados pelo país e no e-commerce da companhia.

Com informações da Revista PEGN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.