Geladeira solidária chega a Brasília e reacende fé na humanidade

Foto: reprodução / TV GloboFoto: reprodução / TV Globo

Brasília ganhou no fim de semana da Páscoa uma “geladeira solidária” uma boa ideia que já começou a movimentar quem precisa e quem tem para doar.

As amigas e catadoras Elizabete Rodrigues do Santos, 41 anos, e Leidiane Germano Nascimento, 33, se surpreenderam ao abrirem a porta da geladeira, com tanta variedade de comida para matarem a fome após longas horas de trabalho.

Elas pegaram frutas, uma caixa de leite, cachorro-quente, pão e chocolates para dividirem com os familiares.

“Ganhamos pouco e, para conseguirmos manter as coisas, deixamos de comer para economizar. Hoje, será diferente. Vamos nos alimentar, dividindo com os nossos colegas que estão na mesma situação”, contou Leidiane ao CB.

“Nós devemos pegar o que precisamos, mas sem deixar de pensar no próximo. É importante lembrarmos que há outros que também precisam. Saber de uma iniciativa como essa, em um feriado tão importante (Páscoa), me faz ter fé na humanidade. Fez-me ver que ainda há muitas pessoas boas entre nós, que querem ajudar, sem nos julgar”, disse.

Doadores

O advogado Pedro Azevedo, 27, é morador da região e soube da geladeira solidária pela internet.

“Então, juntei a comida (da Páscoa), trouxe para abastecer a geladeira e, consequentemente, ajudar quem precisa. Realmente, tenho fé de que o projeto vai auxiliar quem realmente precisa. Mais para a frente, pode-se pensar em expandir a iniciativa e, assim, alcançar pessoas que moram em locais ainda mais vulneráveis”, sugere o jovem.

Poucos minutos após deixar a comida, Ezequiel Severino dos Santos, 41, chegou empurrando o carrinho com materiais recicláveis e dois cachorros. Ele abriu a geladeira e escolheu a marmita e uma caixa de leite.

“Não sou só eu quem precisa. Todos que vivem a minha situação precisam de pessoas que estendem a mão; por isso, só tenho a agradecer. Para quem vai consumir, é preciso saber que não se deve levar mais do que se pode comer. Se alguém vier e levar tudo, falta para o próximo, que também passa fome”, alerta o homem, que vive situação de rua há dois anos.

Nos últimos meses, Ezequiel dorme na quadra onde foi instalada a geladeira.

E se depender de moradores da região, o projeto Geladeira Solidária continuará a fortalecer e restaurar a fé uma vez perdida de pessoas tão humildes.

João Paulo Moreira, 40, e a mulher, Luciana Moreira, 34, fizeram suas primeiras doações.

“Em muitos casos, tratam-se de pessoas que acabaram sem nenhuma opção. Por isso é importante fazermos a nossa parte e ajudar. Isso vale para todos”, disse João Paulo.

Foto: reprodução / TV Globo

Foto: reprodução / TV Globo

Regras

No dia do lançamento, feito pelo morador Gustavo Lima, ele gravou um vídeo explicando as regras para usar a geladeira solidária.

Veja:

Outras 

Veja outras ideias de geladeira solidária que se espalharam pelo mundo:

Cresce movimento Geladeiras Solidárias no mundo

Geladeira na calçada: comida de graça em Goiás

Brasil ganha mais duas geladeiras solidárias: matar a fome

Voluntários dão comida de graça: geladeira solidária em SP

Geladeira solidária de funcionários de cartório alimenta sem-teto

Com informações do CB e SNB

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.