Comer arroz combate a obesidade e a desnutrição, comprova estudo

Foto: PixabayFoto: Pixabay

Ao contrário do que defendem nutricionistas, um estudo científico comprovou que comer arroz pode ser a chave para combater a obesidade.

Um cientista japonês vem desafiando este dogma da nutrição, mesmo sabendo que o arroz é um carboidrato de absorção rápida.

Segundo Tomoko Imai, do departamento de nutrição do Doshisha Women’s College de Kyoto, os países com menores índices de obesidade são os que mais o consomem o cereal.

“O consumo de arroz mostrou ser inversamente proporcional à obesidade. A prevalência de obesidade em países com grande consumo de arroz foi significativamente menor mesmo depois de aplicados filtros socioeconômicos e de estilo de vida”, afirmou.

O estudo foi apresentado no Congresso Europeu sobre Obesidade em Glasgow, na Escócia.

Como

O estudo explica que o cereal está repleto de fibra e nutrientes. Eles incrementam a sensação de saciedade, o que impede comer em excesso, assim combatendo o ganho de peso.

Segundo Tam Fry, diretor do Fórum Nacional de Obesidade do Estados Unidos, a Ásia é o continente que mais consome arroz e mesmo assim eles tendem a ser mais magros. “Este é um dos primeiros estudos que aborda o assunto.

“O predomínio de obesidade foi significantemente mais baixo nos países com fornecimento maior de arroz mesmo após controle para estilo de vida e indicadores socioeconômicos”.

“Sabemos há séculos que populações no extremo oriente tendem a ser mais magras do que as no ocidente porque o arroz é um alimento básico, mas poucos especialistas em obesidade podem ter compreendido o porquê”, disse Tam Fry, presidente do Fórum de Obesidade Nacional do Reino Unido.

“Essa nova pesquisa é a primeira a colocar a hipótese de que poderíamos acabar com a obesidade ao consumir uma quantidade modesta a mais ”.

Pesquisa

Os pesquisadores disseram que dietas com baixo carboidrato – as quais limitam o consumo de arroz – são estratégias populares para perda de peso em países desenvolvidos, mas o efeito do grão na obesidade é pouco claro.

Eles observaram a ingestão de arroz em termos de gramas por dia por pessoa e o consumo de caloria em 136 países. Eles também observaram dados de índice de massa corporal (IMC).

No Reino Unido, descobriu-se que as pessoas consomem somente 19 gramas de arroz por dia, abaixo de dezenas de outros países que incluem Canadá, Espanha e os EUA.

Eles calcularam que mesmo um aumento modesto no consumo de arroz de 50 gramas por dia por pessoa poderia reduzir o predomínio mundial de obesidade em 1% (de 650 milhões de adultos para 643.5 milhões)

Com informações do Metro e Bloomberg

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.