Estudantes ajudam garoto com paralisia a fazer 1º cesta da vida. Assista!

Foto: Repropdução YouTubeFoto: Repropdução YouTube

O sonho de Tristan Garcia, de 14 anos e fã de basquetebol era arremessar uma bola na cesta da quadra da escola, a Harris Middle School, no Texas, EUA.

Nem preso a uma cadeira de rodas, por causa da paralisia cerebral, foi motivo pra desistir. E com a ajuda de amigos de verdade, ele conseguiu.

Alunos e professores da escola se juntaram e levantaram o jovem, que conseguiu realizar o arremesso dos sonhos, na semana passada.

Surpresa

Tudo começou quando a professora de educação especial, Elizabeth Castillo, descobriu o desejo de Tristan.

Ela começou a organizar a surpresa durante um jogo de basquete entre professores e estudantes para comemorar o final do ano letivo.

“Eu acho que sendo uma professora especial, eu nunca vejo as deficiências. Acho que vejo o que as crianças não vêem em si mesmas ”, explicou Elizabeth .

Depois que os professores e alunos se enfrentaram no grande jogo, Elizabeth reuniu jogadores e fãs para ajudarem Tristan.

Viralizou

No vídeo, que acabou viralizando, é possível ver um grande grupo de alunos e professores reunidos em volta de Tristan em sua cadeira de rodas.

O grupo grita o nome do estudante e Tristan tenta novamente levantar a bola para chegar à rede.

Depois de algumas tentativas fracassadas, a ajuda veio com várias mãos pra erguê-lo.

Os treinadores se unem e tiram o adolescente da cadeira para que ele possa se aproximar do aro.

A cesta

O arremesso de Tristan é direto e verdadeiro…

Ao passar pelo aro e finalmente fazer o “chuá” na rede, todos gritam como se fosse a vitória de um campeonato de basquete.

“As crianças estavam torcendo e os professores estavam todos chorando. Testemunhamos um milagre para Tristan ”, disse Elizabeth.

Veja a cena emocionante:

Com informações do Inspire More

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.