Brincar 10 minutos com cão ou gato reduz estresse e melhora humor

Foto: PixabayFoto: Pixabay

Anda estressado? Então deixe o celular de lado e brinque por 10 minutos com um cão ou um gato. Só isso! Essa atitude simples desestressa e ainda ajuda a melhorar o humor!

Foi o que descobriu um estudo feito por cientistas da Universidade Estadual de Washington, nos EUA. Eles comprovaram que houve redução nos níveis de cortisol entre os pesquisados que brincaram com o bichinhos durante o experimento.

“Os estudantes do nosso estudo que interagiram com gatos e cães tiveram uma redução significativa no cortisol, um importante hormônio do estresse. Apenas 10 minutos podem ter um impacto significativo”, disse Patricia Pendry, professora associada do Departamento de Desenvolvimento Humano da WSU.

A professora publicou essas descobertas com o estudante de pós-graduação da WSU, Jaymie Vandagriff, no mês passado no AERA Open , na American Educational Research Association.

O estudo

O estudo envolveu 249 estudantes universitários divididos aleatoriamente em quatro grupos.

O primeiro grupo fez interação prática em pequenos grupos com gatos e cães por 10 minutos. Eles podiam acariciar, brincar e geralmente sair com os animais como quisessem.

Para comparar os efeitos de diferentes exposições aos animais, o segundo grupo observou outras pessoas acariciando animais enquanto esperavam na fila por sua vez.

Já o terceiro grupo assistiu a uma apresentação de slides dos mesmos animais disponíveis durante a intervenção, enquanto o quarto grupo estava “em lista de espera”.

Esses alunos esperaram pela sua vez tranquilamente por 10 minutos sem seus telefones, materiais de leitura ou outros estímulos, mas foram informados de que experimentariam a interação animal em breve.

Várias amostras de cortisol salivar foram coletadas de cada participante, começando pela manhã quando acordavam.

Resultado: os estudantes que interagiram diretamente com os animais mostraram significativamente menos cortisol em sua saliva após a interação.

Esses resultados foram encontrados mesmo considerando que alguns alunos podem ter tido níveis muito altos ou baixos para começar.

“Nós já sabíamos que os alunos gostam de interagir com os animais e que isso os ajuda a experimentar emoções mais positivas. O que queríamos aprender era se essa exposição ajudaria os alunos a reduzir o estresse de uma maneira menos subjetiva. E foi isso, o que é empolgante porque a redução dos hormônios do estresse pode, ao longo do tempo, ter benefícios significativos para a saúde física e mental ”, disse Pendry.

Com informações do GNN e  Washington State University

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.