Braço robótico inovador permite ao amputado sentir o tato: vídeo

Fotos: reprodução / Universidade de UtahFotos: reprodução / Universidade de Utah

Um braço robótico inovador, desenvolvido nos EUA, permite ao amputador voltar a sentir o toque, o tato.

O braço protético de alta tecnologia, com dedos que podem se mover com a força do pensamento, foi criado por uma equipe de engenharia biomédica da Universidade de Utah.

Ao testar o protótipo, o amputado Keven Walgamott que perdeu a mão esquerda e parte do braço em um acidente elétrico há 17 anos, disse que conseguiu colher uvas sem esmagá-las, pegar um ovo sem quebrá-lo, como mostra o vídeo abaixo.

“Foi realmente incrível. Eu nunca pensei que seria capaz de me sentir naquela mão novamente”, disse Walgamott ao testar primeira vez em 2017 o LUKE Arm, nome dado em homenagem à mão robótica que Luke Skywalker recebeu em Star Wars: O Império Contra-Ataca.

“Uma das primeiras coisas que ele queria fazer era colocar em seu anel de casamento. Isso é difícil de fazer com uma mão ”, diz Clark. “Foi muito comovente”.

A descoberta, que está em desenvolvimento há cerca de 15 anos, foi publicada na última edição da revista Science Robotics em um artigo em co-autoria do estudante de doutorado em engenharia biomédica da Universidade Jacob George e seus colegas.

“Nós mudamos a maneira como estamos enviando essa informação para o cérebro, para que ela corresponda ao corpo humano. E combinando o corpo humano, pudemos ver melhores benefícios ”, diz George. “Estamos fazendo sinais biologicamente realistas.”

O braço em si é feito principalmente de motores de metal e peças com uma “pele” de silicone transparente sobre a mão.

Ele é alimentado por uma bateria externa e conectado a um computador.

Veja como ele funciona:

Com informação da Universidade de Utah, Science Robotics e GNN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.