3 ingredientes para uma vida longa: maçã, chá e moderação

Foto: PixabayFoto: Pixabay

Uma pesquisa feita na Europa mostra que o consumo de alimentos ricos em flavonóides – como maçã e chá – protege contra o câncer e doenças cardíacas, particularmente para fumantes e pessoas que abusam de bebida alcoólica.

Pesquisadores da Escola de Ciências Médicas e da Saúde da Universidade Edith Cowan (ECU) analisaram as dietas de 53.048 dinamarqueses em 23 anos, que passaram pela Danish Diet, Câncer and Health da Dinamarca.

A pesquisadora chefe, Dra. Nicola Bondonno, disse que o estudo – publicado na Nature Communications –  além de encontrar um risco menor de morte naqueles que comiam alimentos ricos em flavonóides, descobriu que o efeito protetor pareceu ser mais forte para aqueles com alto risco de doenças crônicas, tabagismo e alcoolismo.

“Estes resultados são importantes, porque destacam o potencial para prevenir o câncer e doenças cardíacas, incentivando o consumo de alimentos ricos em flavonóides, especialmente em pessoas com alto risco dessas doenças crônicas”, disse ela.

Os participantes que consomem cerca de 500 miligramas de flavonóides totais por dia tiveram o menor risco de câncer ou morte relacionada à doença cardíaca.

“É importante consumir uma variedade de diferentes compostos flavonóides encontrados em diferentes alimentos e bebidas à base de plantas. Isso é facilmente alcançável através da dieta: uma xícara de chá, uma maçã, uma laranja, 100 gramas de mirtilos e 100 gramas de brócolis fornecem uma ampla variedade de compostos flavonóides e mais de 500 miligramas de flavonóides totais ”.

“O consumo de álcool e o tabagismo aumentam a inflamação e danificam os vasos sanguíneos, o que pode aumentar o risco de uma série de doenças”, disse ela.

“Os flavonóides demonstraram ser anti-inflamatórios e melhoraram a função dos vasos sanguíneos, o que pode explicar por que eles estão associados a um menor risco de morte por doença cardíaca e câncer.

Alerta

Mas a médica alerta que o consumo de flavonóides não elimina o grande risco de morte causado pelo tabagismo e alto consumo de álcool. “De longe, a melhor coisa a fazer pela sua saúde é parar de fumar e reduzir o consumo de álcool”, afirma.

“Sabemos que essas mudanças no estilo de vida podem ser muito desafiadoras, por isso o encorajador consumo de flavonóides pode ser uma nova maneira de aliviar o risco aumentado, ao mesmo tempo em que estimula as pessoas a parar de fumar e reduzir a ingestão de álcool”.

Bondonno disse que, embora a pesquisa tenha estabelecido uma associação entre o consumo de flavonóides e o menor risco de morte, a natureza exata do efeito protetor não era clara, mas provavelmente seria multifacetada.

O próximo passo para a pesquisa é examinar mais de perto quais tipos de câncer de coração são mais protegidos pelos flavonóides.

Com informações da Edith Cowan University e GNN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.