Novo ultrassom faz imagens internas do corpo e dispensa endoscopia

Foto: Universidade Carnegie MellonFoto: Universidade Carnegie Mellon

Diagnóstico feito a partir de imagens internas do corpo, mas sem o incômodo de câmeras internas ou de endoscopia.

Uma nova técnica baseada no conhecido ultrassom consegue capturar imagens ópticas dos órgãos do corpo de forma não invasiva.

Usando padrões das ondas ultra-sônicas, os pesquisadores conseguiram efetivamente “focalizar” a luz dentro do tecido, o que lhes permitiu capturar imagens nunca antes acessíveis por meios não-invasivos.

O aparelho pode ser usado para criar uma “lente” virtual dentro do corpo, em lugar do tradicional uso de uma lente física.

Além disso, o tecido biológico é capaz de bloquear a maior parte da luz, especialmente a luz na faixa visível do espectro óptico.

Portanto, os atuais métodos de imagem óptica não podem usar luz para acessar tecidos profundos da superfície.

A nova técnica fornece uma alternativa completamente não-invasiva e não-cirúrgica.

O ultrassom induz uma transparência ao não ser refletido pelos tecidos, permitindo maior penetração, como o tecido biológico.

“Ser capaz de capturar imagens de órgãos, como do cérebro, sem a necessidade de inserir componentes ópticos físicos, será uma alternativa importante à inserção de endoscópios invasivos no corpo,” disse o professor Maysam Chamanzar, da Universidade Carnegie Mellon (EUA). “Este método pode revolucionar o campo da imagiologia biomédica”.

Dispensa a endoscopia

Este novo método tem o potencial de eliminar a necessidade de exames visuais invasivos usando câmeras endoscópicas, que precisam ser inseridas no corpo, como na garganta ou sob a pele, para atingir o estômago, o cérebro ou qualquer outro órgão.

A imagem endoscópica, ou o uso de câmeras inseridas diretamente dentro dos órgãos do corpo, é uma maneira de examinar e diagnosticar doenças teciduais profundas.

Os dispositivos de imagem endoscópicos, ou câmeras na extremidade de tubos ou cateteres, geralmente são implantados por meio de um procedimento médico ou cirúrgico, a fim de atingir os tecidos profundos do corpo.

Com informações do Diário da Saúde

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.