Calcinha absorvente lavável brasileira agora é biodegradável

Foto: divulgaçãoFoto: divulgação

Uma calcinha absorvente lavável feita com material biodegradável, para reduzir o acúmulo de lixo e dar mais conforto para a mulher no período menstrual.

A novidade é que as peças Pantys, que existe desde 2017, agora são feitas com a tecnologia brasileira Amni Soul Eco, um tipo de fio de poliamida biodegradável.

Enquanto os tecidos comuns demoram cerca de 50 anos para se decomporem, com a nova matéria-prima o período é de no máximo três anos para ser totalmente eliminado, com uma biodegradação com feita por microrganismos do solo.

As calcinhas podem ser usadas por até 12 horas e têm vida útil de dois anos, aproximadamente.

Nos cálculos da empresa, usando por um ano as calcinhas Pantys, a mulher evita 500 absorventes descartáveis, que equivalem a 4.000g de lixo e R$ 400 de gasto, afirma a marca.

“Com 450 ciclos menstruais ao longo da vida, são 12.000 absorventes descartados no período, que equivalem a 180kg de lixo, que levam 500 anos para se decompor”.

“Estamos muito felizes em compartilhar essa conquista tão importante, de respeito e responsabilidade ao meio ambiente”, compartilhou a marca em comunicado oficial.

O uso

A empresa informa que as calcinhas têm secagem rápida, são impermeáveis e antibacterianas. Além da menstruação, elas captam suor e fluídos naturais.

O número de horas de absorção depende da fase do ciclo menstrual.

As calcinhas são divididas por fluxos: leve e protetor diário; moderado; intenso; e as noturnas, para dormir.

Os modelos são clássicos, tangas e hot pants.

As cores têm tons suaves a vibrantes.

Os preços variam de R$ 55 a R$ 105.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

Assista:

Com informações do Metrópoles

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.