Jovem do Rio adota filha da amiga da namorada: “me escolheu como pai”

AnaFlor, Raphael e Amanda - Fotos: reprodução / FacebookAnaFlor, Raphael e Amanda - Fotos: reprodução / Facebook

“Pai é quem cria, quem dá amor, quem zela pela saúde e cuida, acima de tudo”. É assim que o jovem do Rio de Janeiro, chamado Raphael Porto, define a relação dele com a pequena AnaFlor.

O analista de sistemas do Rio de Janeiro tem de 26 anos e disse que assumiu a menina pelo amor que começou a desenvolver por ela. “É uma ligação tão forte, que é até difícil explicar”, conta.

Raphael decidiu assumir a paternidade e adotar a menina, que é filha de uma amiga da namorada dele, depois que a criança, do nada, começou a chamá-lo de pai.

“Nós três estávamos na sala de casa conversado e a AnaFlor brincando no chão, quando ela me chamou de pai. Ela me escolheu como seu pai. No início, achamos que seria algo momentâneo, mas ela continuou. Foi quando eu conversei com a minha namorada e com a Brunna – mãe da menina – sobre eu assumir essa figura paterna da AnaFlor ”, disse Raphael ao BHAZ.

A namorada topou.

Com pai ausente, a menina escolheu Raphael como sua figura paterna quando tinha pouco mais de um ano. Hoje ela tem dois anos.

História

AnaFlor é filha de Brunna Andrade, que é amiga de Amanda Tavares, namorada de Raphael.

Ele conta que os três começaram uma grande amizade há mais de um ano.

Hoje os três têm uma convivência tranquila e vivem como uma família.

“Ajudo com coisas que eu posso e sempre ligo pra saber se está faltando algo. A Amanda [namorada de Raphael] é como uma segunda mãe também. Somos uma família com um pai e duas mães e nos damos muito bem, não há briga entre a gente”, conta.

Ele garante que não há nada de diferente de uma relação biológica entre pai e filha.

“A mãe é mais carinhosa mais zelosa, eu tento corrigir mais e sou mais rude, claro que dentro do carinho e sem faltar com respeito, sempre educando. Acredito que, quando ela crescer, vai entender todo o carinho e essa preocupação que tenho por ela crescer em mundo machista, onde a mulher é maltratada. Eu sempre, eternamente, vou proteger ela independente do que aconteça”, afirma.

Preconceito

Infelizmente, até uma ação tão linda como a de Raphael consegue provocar o preconceito de pessoas que não têm iniciativa nem coragem para tomar uma atitude como a dele.

Já teve gente atacando a relação deles, certamente pessoas não entendem a relação familiar entre Raphael, a namorada e AnaFlor.

Raphael usou o Facebook para dar um recado a esse pessoal:

“A todos que acham isso um absurdo, vão fazer o bem, vão fazer diferença na vida do outro, falar mal da minha vida, não irá fazer da sua uma vida melhor”.

E a aproveitou para eternizar uma mensagem para a pequena AnaFlor:

“Minha filha, quando você for mais velha, você vai saber de toda a verdade, de todas as vezes que ficamos juntos quando você tava passando mal, que te levei pra passear, do carnaval que passamos juntos, das balas e leite que comprei pra você, do vestido de princesa que to comprando hoje, você vai saber que você me escolheu como seu pai”.

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa  – Com informações do RPA e BHAZ

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.