Pais gays adotam bebê com HIV rejeitado por 10 famílias e têm surpresa

Olívia, livre do HIV - Foto: Reprodução/Facebook @avijarraOlívia, livre do HIV - Foto: Reprodução/Facebook @avijarra

Se há quem abandone, também existe gente do bem, sem preconceito, que acolhe! Um casal gay adotou um bebê com HIV que foi rejeitado por 10 famílias na Argentina.

E para surpresa de todos, depois que Olivia foi adotada e recebeu tratamento médico, os sinais do HIV desapareceram.

Os pais Damian Pighin e Ariel Vijarra comemoraram a notícia boa quando os testes comprovaram que o vírus não era mais detectável no corpinho da menina.

Outra adoção

Depois disso, o casal adotou uma segunda filha, chamada Victoria.

As duas crianças completam 5 anos este agora em 2019.

Damian Pighin e Ariel Vijarra foram o primeiro casal homoafetivo a se casar em Santa Fe.

Eles trabalham para uma ONG que ajuda casais a adotarem filhos rejeitados.

Foi assim que eles adotaram Olívia.

Os dois esperaram durante três anos pela oportunidade de adotar.

Mas assim que seguraram e alimentaram a menina, sem que ela soltasse um único choro, Damien e Ariel entenderam que havia uma conexão especial entre eles.

Foto: Reprodução/Facebook @avijarra

Foto: Reprodução/Facebook @avijarr

Foto: Reprodução/Facebook @avijarra

Foto: Reprodução/Facebook @avijarra

Foto: Reprodução/Facebook @avijarra

Foto: Reprodução/Facebook @avijarra

Com informações do BoredPanda

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.