Fábrica volta a produzir único biscoito que menino autista gosta de comer

O biscoito, Adriana e Davi - Fotos: divulgação e arquivo pessoalO biscoito, Adriana e Davi - Fotos: divulgação e arquivo pessoal

A direção de uma fábrica de massas se sensibilizou com o pedido da mãe de um menino autista e voltou a produzir o Treloso, um biscoito amanteigado de chocolate que é a única opção de lanche consumida por Davi, 10 anos.

Além de ser autista, Davi é muito seletivo para comer. Ele normalmente ignora alimentos convencionais e doces. Mas o menino experimentou e gostou do biscoito da Treloso e passou a consumir todo dia nos lanches da tarde e da noite.

Porém, ultimamente, a mãe de Davi, Adriana Paixão, notou que a bolacha havia sofrido mudanças na receita e o filho, que também percebeu, passou a rejeitá-la.

“Compramos o biscoito e a produção estava diferente. O biscoito estava com furinhos. Não seria defeito, era mudança na fabricação mesmo. Fomos em três supermercados e todos estavam assim. Resumindo: Davi estava sem lanche”, contou a mãe.

A dona de casa de Alagoas, que tinha um pequeno estoque do produto, fez um apelo à Vitarella, produtora do biscoito, para voltar à receita antiga.

Ela entrou em contato com o Serviço de Atendimento ao Consumidor da fábrica, contou o problema e ficou surpresa com a resposta da empresa.

A resposta

A empresa admitiu que houve mudanças no processo produtivo, mas que devido ao contato da dona de casa, retornaria à produção antiga de imediato.

A Vitarella também mandou um kit com vários biscoitos de brinde para Davi.

“Pense numa mamãe feliz. Não foi nem o fato deles (a empresa) terem mandado pra mim uma caixa, foi a importância de mudarem a produção por causa dele (do Davi). Isso foi demais pra mim”, comemorou Adriana.

Ela disse que a mudança é vital para o funcionamento da rotina da família porque o produto traz bem-estar para o menino.

“Lutamos diariamente para que sejam inseridos outros alimentos na dieta do Davi. Estamos aos poucos conseguindo. Mas, o lanche ainda precisa ser esse. Portanto, quando alguém se importa com uma dor que não é sua, esse alguém faz muita diferença na vida da gente”, concluiu.

Com informações do TNH1 e RPA

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.