Menina autista que sofria bullying tem QI superior ao de Einstein

Adahara Perez - Foto: reprodução / Twiiter @ricardobsalinasAdahara Perez - Foto: reprodução / Twiiter @ricardobsalinas

A família de uma menina de 8 anos, que sofria bullying na escola, descobriu que ela tem um quociente de inteligência (QI) estimado em 162, número superior ao de nomes como de Albert Einstein, que tinha 160.

Adhara Pérez é do México. A história dela foi contada pelo jornal “Yucatan Times’.

Ela nasceu na cidade do México e aos 3 anos foi diagnosticada com síndrome de Asperger, um tipo leve de autismo.

A mãe dela, Nallely Sanchez, disse que a filha teve uma “depressão profunda” por causa do bullying que sofria na escola, nos primeiros anos de estudo.

“Vi que Adhara estava brincando em uma casinha e eles a trancaram. E eles começaram a cantar que ela era esquisita. E então eles começaram a bater na casinha. Então eu disse, não quero que ela sofra”, disse ao jornal.

Terapia

O caso foi tão grave que a mãe procurou ajuda na terapia.

Lá foi identificado que Adhara tem QI acima da média.

Depois disso, a menina foi levada para ambientes escolares adequados à sua condição de gênio.

E como era de se esperar, ela concluiu rapidamente as etapas de aprendizagem.

Este ano, com 8 anos de idade, ela terminou o ensino médio.

Hoje, Adhara vai tirar dois diplomas online, um em engenharia industrial em matemática e outro em engenharia de sistemas.

Sonhos

Os planos dela para o futuro são gigantes.

Ela quer ganhar o prêmio Nobel da Paz.

Adhara Pérez sonha em ser astronauta, viajar para Marte e entrar na Universidade de Arizona, nos Estados Unidos.

Com informações da People

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.