Carmela visita escola e leva alegria do rádio a ouvintes com Down e autismo

Carmela na Apaed de Ceilândia - Foto: arquivo pessoalCarmela na Apaed de Ceilândia - Foto: arquivo pessoal

Imagine uma locutora famosa chegando em uma escola simples, de uma área carente, para visitar alunos que a ouvem no rádio… estudantes com Down e autismo que adoram ouvir o programa dela! A cena de espanto e alegria aconteceu esta semana no Distrito Federal. (vídeo abaixo)

“Foi um dos dias mais emocionantes da vida!”, disse a apresentadora Carmela depois de visitar alunos da Apaed – Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais – de Ceilândia, a 25 km de Brasília.

Carmela é uma personagem que tem um programa popular líder de audiência na Rádio Metrópoles FM de Brasília e é conhecida pela informalidade e irreverência.

Ela conta que levou um susto quando descobriu que os alunos da Apaed a escutavam na rádio, riam e se divertiam com sua alegria, algo que ela chama de “amor e humor”.

“Sou uma pessoa simples, de cotidiano humilde, tenho nada a oferecer. Foi uma das maiores emoções descobrir que aqueles alunos se divertiam comigo”, disse a apresentadora em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Preconceito

Ela explica o motivo de ter ficado tão surpresa: tanto as crianças quanto Carmela passam por julgamento, preconceito e resistência todo dia, “então a empatia foi imediata”, analisa a apresentadora.

Depois disso, Carmela começou a frequentar a instituição e a promover “essa troca” pessoalmente.

“Na primeira vez que fui, uma mãe me disse: ‘A gente se entende’. E é isso! Por questões diferentes, encaramos muita dificuldade pra enfrentar o dia a dia, mas juntamos as forças e seguimos. Cada criança da Apaed é uma benção”, afirma a locutora.

Ajuda

Por conta do “amor e humor”, Carmela foi eleita madrinha da Apaed.

“Uma honra, mesmo… É incrível ver esse “amor e humor” se espalhando. Essas crianças dando essa lição de acolhimento”, agradeceu.

Foi lá que Carmela descobriu que não é preciso “nada de material pra ajudar o outro”.

“Afeto vale muito mais e faz toda diferença. Uma dose de “amor e humor”, como ela sempre diz.

Hoje, Carmela usa seu prestígio para chamar atenção para a instituição, que precisa de ajuda.

“A Apaed atende 213 crianças, jovens e adultos, recebe poucos recursos públicos, mas sobrevive graças ao carinho dos pais, da esforçada equipe e de quem estiver disposto a doar um pouco, mesmo que seja só “amor e humor”, convidou.

Veja como ela foi recebida na Apaed na visita desta semana:

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.