Cadastro Nacional de Adoção começa a funcionar: informatizado

Foto: PixabayFoto: Pixabay

Começou a funcionar em todo o Brasil o Cadastro Nacional de Adoção, um serviço informatizado que vai aproximar cinco mil crianças aptas à adoção a mais de 42 mil famílias interessadas em adotar.

Com o sistema, adotar será mais fácil e rápido porque ele interliga todas as Varas de Infância e Juventude do Brasil pelo computador, sem os velhos fichários e livros manuscritos e o trabalho manual que tornavam tudo mais demorado e sujeito a falhas.

O Cadastro Nacional de Adoção, do CNJ, Conselho Nacional de Justiça, poderá rastrear os dados das famílias pretendentes e os das crianças disponíveis para a adoção. Tudo atualizado diariamente e com sigiloso, apenas para conhecimento da Justiça.

Crianças mais velhas

Hoje, quase 98% das famílias querem crianças com até 10 anos. O novo modelo é uma esperança para as mais velhas, que agora tem o Brasil inteiro na busca por uma nova família.

“Uma criança que esteja apta a ser adotada hoje no estado do Rio Grande do Sul, um adolescente de 14 anos, e não tenha ali nenhum interessado por aquele perfil de adolescente. Tem um interessado no Amazonas. O sistema, automaticamente, vai ter como fazer com que tudo isso converse e o juiz da Infância do Rio Grande do Sul vai ser avisado de que, no Amazonas, tem um interessado com tais características, endereço e tal para que a vara possa entrar em contato com esse interessado para que ele venha a começar o processo de aproximação e de adoção daquele adolescente”, explicou o juiz da Infância e da Juventude Iberê de Castro Dias ao JN.

A fonoaudióloga Thais Inocêncio Pires e o marido vão começar agora o processo de adoção. O novo cadastro pode facilitar o encontro do filho que eles estão procurando, um menino de até 4 anos.

“Eu acho que tende a ser um pouco mais rápido. A atualização do cadastro é muito interessante, a nova. Ajudou para eles e vai ajudar para a gente que vai entrar na fila”, disse Thais.

Com informações do JN

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.