Brasileira Milena Struck vence Miss Universo Infantil 2019

MIlena Stuck, Miss Universo Infantil 2019 - Fotos: reprodução / InstagramMIlena Stuck, Miss Universo Infantil 2019 - Fotos: reprodução / Instagram

Lembra da Milena Struck, a menina de Brasília com agenesia de antebraço esquerdo – ausência de parte do antebraço e mão esquerda – que venceu o Miss Brasil Infanto-Juvenil? Ela acaba de vencer o Miss Universo Infantil 2019. (vídeo abaixo)

O concurso foi no último fim de semana em Arequipa, no Peru.

Milena, de 10 anos, disputou com 17 candidatas e venceu na categoria infantil – de 10 e 11 anos. Um dos trajes típicos que usou foi de Carmem Miranda.

A nova Miss Universo Infantil, moradora do Núcleo Bandeirante – a 15 km de Brasília – defende que todo mundo seja tratado de forma igualitária.

“Eu sou normal, só sou diferente, do mesmo jeito que as outras pessoas, porque ninguém é igual a ninguém.  Eu fiz a minha parte e quero que outros deficientes participem de tudo que eles tiverem vontade! Eu não gosto de quem acha que a gente é coitadinho”, disse a Milena Struck em entrevista ao SóNotíciaBoa.

Quem também festejou a vitória e deu “um tapa” no preconceito foi a mãe de Milena, Andressa Stuck.

“Estou muito feliz por ver a realização de minha filha e vou continuar lutando pela inclusão sempre porque sei o quanto é sofrido conviver com o preconceito! Ela era a única pessoa com deficiência concorrendo”. afirmou a mãe.

História

Milena Struck ficou em segundo lugar no concurso Miss Distrito Federal Infanto-Juvenil 2019 e a família estava sem dinheiro para participar do Miss Brasil Infanto-Juvenil, em Curitiba, no Paraná, como mostrou o SóNotíciaBoa em junho.

Como os pais dela estavam desempregados, eles fizeram uma vaquinha virtual para bancar a ida da menina de Brasília para Curitiba e ela conseguiu duas faixas: ficou em 1º lugar na categoria Traje Típico e em 2º lugar na categoria Traje de Gala.

A família permitiu que a menina participasse de concursos de beleza justamente para melhorar a autoestima dela.

“Milena nasceu com agenesia de antebraço esquerdo e sempre ficava “chateada e triste com os olhares que a cercavam. A autoestima dela melhorou depois que participou do projeto Fábrica de Talentos, na Escola Classe 04 do Núcleo Bandeirante, onde as crianças tiveram “aulas de postura, etiqueta social, fotogenia, passarela…tudo pra ajudar na autoestima e na descoberta de dons/talento”, concluiu Andressa.

A faixa

No ano que vem Milena voltará a Arequipa, no Peru, para passar o título para a eleita em 2020.

Diferentemente do concurso de Miss para adultos, o infantil não tem premiação em dinheiro, mas a jovem brasileira pretende seguir nos concursos com um objetivo nobre.

“Ela pretende seguir como modelo, participar de outros concursos e sempre lutar pela inclusão”, concluiu a mãe.

Veja a brasileira na passarela:

Por Rinaldo de Oliveira, da redação do SóNotíciaBoa

Espalhe notícia boa nas suas redes sociais. Siga o SNB no Facebook, TwitterInstagram e Youtube

O conteúdo do SóNotíciaBoa é protegido. Você pode reproduzi-lo, desde que insira créditos COM O LINK para o conteúdo original e não faça uso comercial de nossa produção.