Fim do 14. e 15. salários de deputados e senadores é aprovado na Mesa do Senado

2723
14-e-15
14-e-15
O Senado deu o segundo passo para acabar com o 14. e 15. salários de deputados e senadores.
A mesa diretora da casa aprovou por unanimidade o fim do benefícios dos parlamentares.

Depois, para entrar em vigor, ainda precisa passar pela câmara dos deputados.
A vice-presidente em exercício do Senado, Marta Suplicy, espera que a medida seja aprovada e entre em vigor ainda este ano.
Além do salário de 26 mil e 700 reais, deputados e senadores recebem hoje 14. e 15. salários.
Uma mordomia concedida quando o senado mudou do Rio de Janeiro para Brasilia, com o argumento de ajudar na mudança das famílias dos parlamentares.
Mas 50 anos se passaram e o gasto continua.
O senado, com seus 81 parlamentares, gasta por ano mais de 4 milhoes e 300 mil reais com 14. e 15. salários.
A câmara, com 513 deputados, desembolsa quase 13 milhões e 700 mil reais.
Total: 18 milhões de reais, dinheiro que daria para construir 360 casas de 50 mil reais, a média do programa minha casa minha vida.
O relator da proposta, senador Waldemir Moka, deu uma boa idéia: que a iniciativa do Congresso faça as assembléias estaduais também cortarem o 14. e 15. salários dos deputados estaduais. Detalhes na Band.
E tem que acabar mesmo. A Constituição diz que todos temos direitos iguais.
Eu não recebo 14. nem 15… Você recebe? 
Então parlamentar também não ter que ter esse privilégio.