Colômbia e Farc assinam acordo de paz após 52 anos

308
Juan Manuel Santos
Juan Manuel Santos

O fim de um conflito sangrento que durou 52 anos.

O governo da Colômbia e as Farc, Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia assinaram nesta segunda-feira, 26, o histórico e esperado acordo do paz.

O acordo foi assinado por líderes da guerrilha e pelo presidente colombiano, Juan Manuel Santos, após longas negociações mediadas por Cuba.

Após a assinatura, a União Europeia (UE) anunciou que está tirando as Farc da lista de organizações terroristas.

A remoção é temporária, por 6 meses. Haverá também suspensão das sanções econômicas.

As Farc haviam sido incluídas em 2002 na lista, criada após os atentados de 11 de setembro de 2001 em Nova York.

Ela inclui pessoas, grupos e organizações, contra os quais foram impostas sanções devido ao envolvimento em atividades terroristas.

O secretário de Estado americano, John Kerry, disse que os Estados Unidos ainda não vão remover as Farc de sua lista terrorista, da qual fazem parte desde 1997.

No entanto, Kerry afirmou que o status da guerrilha será revisto assim que o acordo for totalmente implementado. “Não queremos deixar alguém na lista se não pertencem a ela.”

Com informações da AFP e G1