Dia Internacional da Felicidade é hoje! Os Smurfs vão aprontar!

933
Foto: reprodução / HappyHoli
Foto: reprodução / HappyHoli

Hoje, 20 de março, é o Dia Internacional da Felicidade.

“Todas as pessoas – não importa quão grandes, pequenas ou azuis – podem tornar o mundo mais pacífico, eqüitativo e saudável”, pede a campanha Organização das Nações Unidas.

Nesta segunda-feira, o elenco do filme dos Smurfs – que estão na campanha deste ano – estará no Empire State Building, nos EUA, para transformar em azul a icônica torre, para lembrar o Dia Internacional da Felicidade

A data

A data criada em 2012 pela ONU,  reconhece a importância da felicidade e do bem-estar como metas universais e quer que isso inspire políticas públicas em todo o mundo para melhorar a vida das pessoas.

O Dia Internacional da Felicidade foi inspirado na iniciativa do Butão, um país asiático que reconheceu a supremacia da felicidade nacional sobre a renda, desde o início dos anos 1970 e adotou a meta da “Felicidade Nacional Bruta”, acima do Produto Interno Bruto (PIB).

A ação da ONU lembra a importância do conceito de felicidade para o fim de conflitos e da pobreza no mundo.

Smurfs

A comemoração este ano é com os fofos Smurfs (vídeo abaixo).

“Nada deixa os Smurfs mais felizes do que ver as pessoas se ajudando e protegendo o nosso planeta”, diz o filme da campanha (assista abaixo)

A ideia é enfatizar que todas as pessoas podem ajudar a promover os objetivos da campanha, mesmo sendo tão pequenas em tamanho quanto os Smurfs.

Entre as novas metas globais da organização estão os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, os ODS, que incluem todas as crianças na escola, manter nossas terras e oceanos limpos e garantir que todos sejam saudáveis e tenham alimento nutritivo suficiente.

A hashtag oficial da campanha é a #SmallSmurfsBigGoals.

A campanha é promovida pelos responsáveis pelo desenho em conjunto com as Nações Unidas e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Saiba mais sobre os ODS em nacoesunidas.org/pos2015 e www.agenda2030.com.br.

Com informações da ONU