Lewis Hamilton faz 2 protestos contra racismo no GP de F1

Hamilton faz protesto antirracismo - Foto: Joe Klamar / AFP
Hamilton faz protesto antirracismo - Foto: Joe Klamar / AFP

O piloto Lewis Hamilton aproveitou o GP de F1 para apoiar os protestos mundiais do #BlackLivesMatter  – Vidas pretas importam – movimento desencadeado após a morte covarde de George Floyd por um policial branco nos EUA, em maio.

Primeiro, Hamilton se ajoelhou e posou para foto com outros pilotos vestindo a camiseta do movimento.

Depois da vitória, ele renovou o protesto com o punho erguido, repetindo o movimento dos americanos medalhistas olímpicos Tommie Smith e John Carlos, que eternizaram o sinal dos “Panteras Negras” nos Jogos Olímpicos do México de 1968.

Os dois gestos marcantes do piloto da Mercedes foram do GP da Estíria, no qual ele conquistou sua primeira vitória em 2020, na manhã deste domingo, 12.

O hexacampeão comentou a ação e agradeceu à equipe Mercedes, pelo apoio, nas redes sociais.

“Juntos, nós lutamos. A equipe hoje ficou de joelhos, o que foi incrível ao ver que juntos podemos aprender, ter a mente aberta e consciente sobre o está acontecendo no mundo. Hoje vencemos, mas ainda temos um longo caminho a percorrer. Muito obrigado a todos da minha equipe, aqui na pista e na fábrica. Espero que vocês tenham orgulho do que estamos defendendo e alcançando juntos. Um enorme agradecimento a todos vocês #TeamLH, agradeço todo o seu apoio e suas mensagens positivas, vocês me motivaram a continuar”, agradeceu Hamilton.

Veja no Instagram no piloto:

Lewis Hamilton ajoelhado com pilotos - Foto: Mark Thompson / Reuters
Lewis Hamilton ajoelhado com pilotos – Foto: Mark Thompson / Reuters

Com informações da Reuters e GE