Em extinção, macaco-aranha preso há 20 anos é resgatado no MT [vídeo]

Macaco-aranha será encaminhado para um santuário — Foto: Núcleo de Fiscalização Integrada
Macaco-aranha será encaminhado para um santuário — Foto: Núcleo de Fiscalização Integrada

O Núcleo de Fiscalização Integrada e da Polícia Civil do Mato Grosso, conseguiu libertar um macaco-aranha, que vivia em cativeiro há mais de 20 anos. Ele estava acorrentado quando a equipe chegou.

A denúncia chegou após um vídeo de maus-tratos ao animal ser publicado na web. Na gravação, um jovem forçava o macaco a ingerir bebida alcóolica.

Os agentes de fiscalização conseguiram resgatá-lo e encaminhá-lo a um espaço próprio para a espécie.

O macaco-aranha está na lista de animais em perigo de extinção do Instituto Chico Mendes (ICMBio).

Maus-tratos

O macaco-aranha vivia em uma propriedade rural no município de Sorriso, a 423km de Cuiabá. Ele estava acorrentado e bastante debilitado quando foi encontrado. O núcleo de fiscalização não informou há quanto tempo ele vivia nestas condições.

O proprietário da fazenda não foi encaminhado à delegacia porque está com Covid-19, mas recebeu notificação que deve responder por maus-tratos.

No vídeo publicado nas redes sociais, é possível ver a situação que o animal se encontrava.

“Recebemos informações de um vídeo mostrando um macaco e um jovem tentando fazê-lo ingerir bebida alcoólica. Identificamos o local e fomos até lá”, disse o delegado Getúlio Daniel, que afirmou ter encaminhado notificação aos órgãos ambientais.

Reabilitação

De acordo com Getúlio, o processo de reabilitação do macaco-aranha será bastante delicado.

Devido à idade do animal, dificilmente ele conseguirá retornar ao habitat natural, por isso, vai passar por uma quartena e depois será encaminhado para um santuário, que ainda não foi divulgado.

O macaco-aranha é uma espécie muito atingida pela caça, um dos motivos do risco de extinção.

Veja o momento em que ele foi encontrado:

Animal estava acorrentado em uma árvore sem água e sem comida — Foto: Núcleo de Fiscalização Integrada
Animal estava acorrentado em uma árvore sem água e sem comida — Foto: Núcleo de Fiscalização Integrada

Por Monique de Carvalho, da redação do Só Notícia Boa – Com informações do Araguaia Notícia.