Multilaser manda presente a jovem que descobriu asteroide em programa da NASA

-
Por Monique de Carvalho
Compartilhar
Imagem de capa para Multilaser manda presente a jovem que descobriu asteroide em programa da NASA
Larissa recebeu em casa do laptop de presente da Multilaser e agradeceu - Fotos: arquivo pessoal

Uma empresa antenada de São Paulo fez um surpresa incrível e mandou o presente dos sonhos para a jovem brasileira  que descobriu um asteroide não detectado antes no programa “caça a asteroides”, promovido pelo International Astronomical Search Collaboration (IASC), da Nasa.

Sabendo que Maria Larissa Paiva, de 16 anos, é de uma família humilde de Pires Ferreira, no interior do Ceará, e fez a descoberta usando um notebook emprestado – porque os pais dela não têm condições de comprar um computador – a Multilaser entrou em ação e mandou um laptop novinho para a adolescente.

Depois de conhecer a história da Larissa aqui no Só Notícia Boa, a Multilaser enviou o computador para a casa da nossa futura astrônoma. Nem precisa dizer a alegria dela e da família quando receberam o presente.

Descoberta do asteroide

Larissa conta que se inscreveu no programa da Nasa, mas corria o risco de ficar de fora porque não tinha um computador para realizar as atividades.

“A equipe inteira iria participar e eu ia ficar de fora. Aí eu peguei um notebook do meu colega emprestado, ele emprestou e eu consegui”, explica a estudante. “Tive alguns dias reduzidos, mas eu consegui fazer essa caçada”, completa.

Larissa explica que o programa exige bastante dedicação. “É um trabalho bem árduo, uma análise bem complicada. Marquei mais de 10 pontos que acreditava que eram asteroides, mas só um foi às preliminares. Se ele for detectado mais vezes, vou poder dar um nome”, comemorou.

Presente especial

Parceira do Só Notícia Boa, a Multilaser viu que poderia ajudar a transformar o futuro da Larissa, uma jovem brasileira talentosa que precisa de apoio para estudar e crescer.

Além do programa que participou na Nasa, ele também vinha enfrentado outros obstáculos. Durante toda essa pandemia, Larissa acompanhou as aulas da escola com um celular muito velhinho.

“É realmente muito difícil, fico pensando em quem não tem acesso de jeito nenhum. Essa falta de investimento é um reflexo do Brasil: a ciência está largada às traças”, lamenta Larissa.

Incentivo à Ciência

Larissa é um dos milhares exemplos de jovens brasileiros que sonham em tornar a Ciência mais acessível para a população do país.

“Pensar em fazer Ciência, sendo tão pequena, é uma coisa muito difícil pra mim. Mas eu me permiti tentar e mesmo com as dificuldades eu tentei”, explica.

A jovem reforça que sem o apoio de algumas instituições e equipamentos, ela jamais chegaria até o programa da Nasa.

“Sem pessoas que pensam não só em quem pode fazer Ciência, mas na Ciência como um todo. É sobre a Ciência ser estimulada. É isso que eu quero fazer, mas só que sozinha eu não consigo. Eu de fato preciso desses instrumentos e desses materiais para continuar e agora é emocionante saber que eu vou ter um deles, que provavelmente vai ser muito útil”, explica a estudante, emocionada.

“É muito importante para mim o que a Multilaser fez“, agradeceu Larissa.

Vaquinha

E nós ainda estamos com a vaquinha da Larissa aberta no Só Vaquinha Boa! Você pode ajudar essa jovem incrível, que quer tornar um projeto de astronomia para crianças carentes, acessível na pequena cidade onde ela vive.

Além disso, Larissa sonha em ter um telescópio para realizar ainda mais pesquisas! Faça a sua contribuição!

Larissa com o presente da Multilaser que chegou na casa dela - FotoL arquivo pessoal

Larissa com o presente da Multilaser que chegou na casa dela – FotoL arquivo pessoal

Larissa agradeceu à Multilaser pelo computador que recebeu de presente - Foto:: arquivo pessoal

Larissa agradeceu à Multilaser pelo computador que recebeu de presente – Foto:: arquivo pessoal