Girafa bebê ganha aparelho ortopédico para corrigir problemas nas pernas: VÍDEO

-
Por Monique de Carvalho
Compartilhar
Imagem de capa para Girafa bebê ganha aparelho ortopédico para corrigir problemas nas pernas: VÍDEO
A girafa bebê nasceu com uma deficiência nas pernas e ganhou um aparelho ortopédico para corrigir o problema - Foto: San Diego Zoo Safari Park

Msituni é um filhotinho de girafa que nasceu com uma deficiência nas patas. A notícia boa é que ele acabou de ganhar um aparelho ortopédico para corrigir o problema e tem enchido a web de fofura.

A girafa bebê vive no zoológico de San Diego Zoo Safari Park, na Califórnia (EUA). Ela é cuidada com muito amor pela equipe do local, que também comemorou o presente.

“Estamos muito felizes por ter os recursos e a experiência para intervir e proporcionar a esta jovem a oportunidade de uma vida plena”, disse o veterinário sênior do San Diego Zoo Safari Park, Dr. Matt Kinney, em um comunicado.

Má formação nas pernas

Msituni nasceu no dia 1º de fevereiro com uma hiperextensão do carpo, ossos que são o equivalente da girafa ao pulso humano.

Por causa disso, as patas dianteiras da girafinha dobraram para o lado errado, fazendo com que ela não conseguisse andar.

As articulações das pernas traseiras também estavam fracas e, piorando ainda mais a situação, a girava tinha vindo ao mundo com 1,50m de altura e 45kg.

Por causa da deficiência, as condições não eram nada favoráveis para Msituni. Só que ela conta com uma equipe extremamente dedicada a melhorar os dias dela, o que fez toda diferença.

As próteses dadas de presente para a girafa foram uma parceria do zoológico com a Hanger Clinic (que possui 875 clínicas que prestam cuidados ortopédicos e protéticos).

“Sem esses aparelhos salva-vidas para fornecer suporte, a posição de suas pernas teria se tornado cada vez mais dolorosa e progredido a um ponto que ela não seria capaz de superar”, explicou o Dr. Matt.

Experiência inesquecível

O ortopedista da Hanger Clinic, Ara Mirzaian, contou que tudo aquilo era uma novidade para ele e foi uma experiência que será difícil de ser esquecida.

Os profissionais utilizaram moldes da perna da girafa bebê para e criaram o aparelho a partir de materiais como carbono moldados sob medida. O resultado ficou muito natural.

“Sinto uma tremenda sensação de realização”, disse Ara. “Eu nunca trabalhei com vida selvagem antes – é uma daquelas coisas que é uma oportunidade única na vida e você só precisa saborear o momento”, afirmou.

A outra perna de Msituni também apresentava problema. Como não havia necessidade de um aparelho, o filhote usou um colete médico por 10 dias e depois disso tudo já estava resolvido.

Vida normal

Msitune ficou 39 dias sendo acompanhada pelos veterinários do zoológico, que fizeram adaptações necessárias para a girafa poder caminhar sem dificuldades.

Após esse período inicial, Msituni foi devolvida à mãe, que a rejeitou. Porém, felizmente, havia outra girafa que aceitou a pequena fêmea.

A mamãe girafa havia dado a luz quatro dias depois que Msituni nasceu.

Veja:

 

Misitune durante adaptação do aparelho ortopédico -Foto: San Diego Zoo Safari Park

Misitune durante adaptação do aparelho ortopédico -Foto: San Diego Zoo Safari Park

A girafa bebê passou 39 dias em observação -Foto: San Diego Zoo Safari Park

A girafa bebê passou 39 dias em observação -Foto: San Diego Zoo Safari Park

A girafa bebê passou 39 dias em observação -Foto: San Diego Zoo Safari Park

A girafa bebê passou 39 dias em observação -Foto: San Diego Zoo Safari Park

Msitune ainda bebê -Foto: San Diego Zoo Safari Park

Msitune ainda bebê -Foto: San Diego Zoo Safari Park

Com informações de Portal Berimbau em foco