Pintor demitido no 1º dia de trabalho após trem atrasar recebe apoio de internautas

-
Por Jéssica Souza
Compartilhar
Imagem de capa para Pintor demitido no 1º dia de trabalho após trem atrasar recebe apoio de internautas
Pai de 3 crianças, sendo um bebê de 7 meses, Jefferson acordou às 4h30 da manhã, justamente para não se atrasar. Fotos: reprodução/vídeo

Olha que situação! Desempregado há mais de um ano, o pintor Jefferson Silva, de 28 anos, foi demitido antes mesmo de começar no novo trabalho, após trens do metrô de Duque de Caxias, Rio de Janeiro, quebrarem e atrasarem mais de 2 horas, deixando milhares de passageiros na mão.

Pai de 3 crianças, sendo um bebê de 7 meses, Jefferson acordou às 4h30 da manhã, justamente para não se atrasar. “O dinheiro que usei para pegar o trem, eu peguei emprestado. Quando avisaram que não teria mais trem, eu avisei a ele que voltaria a pé para casa e tentaria pegar mais dinheiro emprestado para ir de ônibus. Foi quando ele respondeu que outra pessoa já tinha preenchido a minha vaga”, lamentou o pintor em entrevista ao Só Notícia Boa.

Depois do vídeo com o desabafo dele, que viralizou nas redes sociais, Jefferson foi abraçado e começou a receber apoio de internautas, que se identificaram com o pai de família.

“Nossa, nem sei como agradecer. A vaquinha vai ajudar demais. Estou com meu bebê de 7 meses e ainda com aluguel atrasado. Eu vou pagando de acordo com os bicos que aparecem, mas está muito difícil”, disse.

Novo emprego era a esperança

O atraso aconteceu na última quarta-feira (22/06) e segundo a Supervia, o motivo do atraso foi o furto de cabos. Cabines foram quebradas após revolta de passageiros.

Pintor especializado em fachadas prediais, Jefferson nos contou que estava muito animado com o novo emprego, já que sustenta sozinho a família e as coisas estão bem difíceis em casa.

Porém, mesmo enviando vídeos para comprovar ao patrão o caos que estava na estação de trem, infelizmente, ele não teve o retorno que esperava e foi demitido. A única renda fixa da família é a Bolsa Família e, às vezes, os bicos que consegue com pintura.

Apoio de internautas

Com a repercussão do vídeo, internautas se uniram para dar uma força a essa pai de família.

A vaquinha aberta é para que o Jefferson possa garantir o aluguel e ter comida em casa, até que uma nova proposta de emprego apareça.

O maior desejo do Jefferson é trabalhar, gente! Lamentamos muito pelo que aconteceu e desejamos de verdade que essa história logo tenha um final feliz. E você também pode ajudar!

Contribua pelo PIX: pintor-demitido@sovaquinhaboa.com.br ou através do link da campanha clicando aqui.